Editor André Schiffrin morreu no domingo, aos 78 anos

Dono da New Press foi editor de Sartre e Duras

02 de dezembro de 2013 | 20h12

Autor de um livro fundamental sobre o mercado editorial, O Negócio dos Livros – Como as Grandes Corporações Decidem o Que Você Lê (Casa da Palavra) e um dos principais editores em atividade nos EUA, morreu domingo, em Paris, André Schiffrin, aos 78 anos, vítima de um câncer pancreático.

Filho do editor parisiense Jacques Schiffrin, que criou o respeitado selo Bibliothèque de la Pléiade, ele nasceu em Paris, mas sua família fixou residência em Nova York, fugindo à perseguição nazista. Alinhado com intelectuais socialistas, publicou importantes autores, entre eles Sartre, Simone de Beauvoir, Foucault, Marguerite Duras e Julio Cortázar. Em 1992, após 28 anos na direção da Pantheon, ele fundou a própria editora, New Press, que publicou escritores considerados “difíceis” com a ajuda de fundações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.