Leonardo Muniz / Som Livre / Divulgação / Giovanni Bianco
Leonardo Muniz / Som Livre / Divulgação / Giovanni Bianco

Edi Rock, Johnny Hooker e Ludmilla estão entre os lançamentos musicais da semana

No cenário internacional, Lana Del Rey, Katy Perry, Mary J Blige e Nicki Minaj também apresentam novos trablalhos

João Ker, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2019 | 17h19

Dentre os lançamentos musicais da semana, Edi Rock, do Racionais MC's, volta com seu segundo disco como artista solo, enquanto Johnny Hooker dá o primeiro sinal de seu terceiro álbum de estúdio, o sucessor de 'Coração', com 'Escolheu a pessoa errada para humilhar'. Ludmilla também traz novidades, com a versão de estúdio do DVD 'Hello Mundo', e Tchelo continua sua investida no R&B com o EP '3'.

Na gringa, Lana Del Rey vai de um extremo ideológico ao outro com duas músicas novas, Katy Perry continua tendo problemas com término em 'Small Talk', Mary J. Blige dá vazão ao seu feminismo e Nicki Minaj ajuda a novata Megan Thee Stallion a potencializar o verão das meninas. Confira abaixo todas as novidades:

Edi Rock - ‘Origens’

Em seu segundo álbum solo, Edi Rock, do Racionais MC’s, mistura seu habitual hip hop com ritmos que vão do pagode ao sertanejo, do blues à surf music, sem jamais perder o flow pelo qual ficou conhecido. Ao longo do trabalho, ele traz parcerias com nomes como Xande de Pilares, MC Pedrinho, Lauana Prado, Alexandro Carlo (do Natiruts), Jan Session e Hodari.  

“Essas misturas são delicadas, não sabia se ia dar certo. Misturar sons, gêneros, é complicado. Gosto de trazer outro gênero para o rap porque é um outro universo para o rap. Mas conseguimos”, conta Rock, em entrevista ao Estado.

 

Johnny Hooker  (com Boss In Drama) - ‘Escolheu a pessoa errada para humilhar’

Dois anos depois do álbum ‘Coração’, Johnny Hooker volta a usar o deboche como arma lírica, uma das marcas em seu disco de estreia, para se vangloriar após o término de um relacionamento tóxico. Os fãs mais antigos podem se lembrar de músicas como 'Alma sebosa' ou 'Você ainda pensa?', mas dessa vez a produção de Boss In Drama leva a sofrência para as pistas, com um tempero irresistível do nordeste. 

Abaixo, assista ao vídeo de 'Escolheu a pessoa errada para humilhar', filmado em Portugal e com a participação do ator Ricardo Pereira:

 

Ludmilla - ‘Hello Mundo'

Depois da versão ao vivo, com direito a DVD, Ludmilla lança seu terceiro disco em versão de estúdio, buscando expandir ainda mais sua dominância pelas rádios brasileiras e apoiada por participações de Jão, Ferrugem, Léo Santana e da dupla Simone e Simaria. ‘Flash’, usada como single de divulgação do trabalho, ganhou vídeo dirigido por Giovanni Bianco, o mesmo por trás da direção criativa de nomes como Madonna e Anitta

 

Tchelo - ‘3’

Um dos nomes por trás do Quebrada Queer, o primeiro coletivo de hip hop formado por artistas negros e LGBTs na América Latina, Tchelo Gomez lança o seu terceiro EP como ato solo, mostrando que a veia do R&B pulsa forte com seu timbre. ‘Pele’ fala sobre o amor como artifício para superar o racismo e as diferenças; em ‘Resiliência’, o cantor usa o flow para dar voz a uma canção de empoderamento; ‘Transbordar’ é uma parceria com Mel Gonçalves, ex-Banda Uó, em uma faixa sobre amor próprio, que vai do funk ao pop.    

 

Lana Del Rey - ‘Season of The Witch’ e ‘Looking for America’

Às vésperas de mostrar ao mundo seu aguardado 6º álbum de estúdio, ‘Norman Fucking Rockwell’, Lana Del Rey dá vazão à sua inesgotável fonte de inspirações e lança duas músicas que não entraram no LP. ‘Season of The Witch’ é um cover do britânico Donovan, gravado especialmente para a trilha sonora de ‘Histórias Assustadoras Para Contar no Escuro’, novo longa de Guillermo Del Toro. Ironicamente ou não, outro cover da música, por Automachine e Molly, é usado na divulgação da sequência de ‘Malévola’, que contou com participação da própria Lana no primeiro filme, em 2014, com ‘Once Upon a Dream’

‘Looking for America’, por sua vez, bebe da mesma água que deu origem à faixa ‘Coachella/Woodstock’ e ao subtexto político de seu último álbum, ‘Lust for Life’. Escrita e gravada em menos de uma semana, a balada produzida por Jack Antonoff discorre sobre os efeitos das políticas de Donald Trump e os recentes tiroteios nos EUA, enquanto Lana procura por uma versão da América “sem armas” e “sem bombas voando pelo céu”.

 

Katy Perry - ‘Small Talk’

Seguindo sua estratégia de lançar músicas e parcerias avulsas, sem indicar a produção de um LP completo, Katy Perry traz mais um pop-chiclete, sua especialidade. A música, que foi co-produzida por Charlie Puth, mantém o tema da anterior ‘Never Really Over’ e se debruça sobre as fases, angústias e momentos constrangedores do fim de um relacionamento.  

 

Mary J. Blige - ‘Know’

Na rasteira do seu prêmio de Lifetime Achievement pelo BET Awards, que homenageia artistas negros nos EUA, Mary J. Blige canta sobre a força da mulher no single ‘Know’, seguindo a temática feminista de seu último álbum ‘Strength of a Woman’ (‘Força de uma mulher’, em tradução livre). Interpolando soul, R&B e hip hop, Mary mostra que, aos 48 anos, sua voz continua tão potente quanto no início de sua carreira. 

 

Nicki Minaj, Megan Thee Stallion e Ty Dolla $ign - ‘Hot Girl Summer’

Tendência online do verão norte-americano, o movimento ‘Hot Girl Summer’ tem crescido nas redes sociais gringas e impulsionando garotas de todos os tipos, tamanhos e cores a postarem vídeos e fotos curtindo o calor do hemisfério norte. Criando essa onda (ou alimentando-se dela), Megan Thee Stallion, rapper em ascensão meteórica por lá, convocou Nicki Minaj e Ty Dolla $ign para um remix que deve impulsionar ainda mais a crescente da música pelos charts. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.