'É muito bom ter o reconhecimento do público', diz Paulo Szot

Brasileiro vencedor do Tony diz, contudo, que prêmio não irá mudar sua vida; ouça canção de 'South Pacific'

Da Redação,

18 de junho de 2008 | 16h12

O barítono brasileiro Paulo Szot, de 38 anos, ainda está surpreso por ter vencido o mais importante prêmio do teatro americano, o Prêmio Tony, mas afirmou que a conquista não muda nada na sua vida. "No dia-a-dia, não muda nada. Vou continuar a fazer os oito shows por semana, mas é muito bom ter o reconhecimento do público."  Szot, que ainda não tem nenhum disco gravado no Brasil, participou do lançamento do CD com a trilha sonora do musical da Broadway South Pacific, de Richard Roggers e Oscar Hammerstein, que rendeu a ele o Prêmio Tony, o Oscar do teatro, como melhor ator musical. Em entrevista ao repórter do Estado Ubiratan Brasil, o barítono ficou surpreso ao ver centenas de pessoas no lançamento do álbum em uma das lojas da rede Barnes & Noble, em Nova York. Veja também:Ouça Paulo Szot cantando 'Some Enchanted Evening', da peça 'South Pacific' da Broadway   O espetáculo South Pacific se passa em uma ilha tropical durante a 2.ª Guerra Mundial e conta a história de dois casais, formados com membros da Marinha dos EUA e moradores locais, afetados pela ameaça da guerra.  (Com BBC e Associated Press)

Tudo o que sabemos sobre:
Paulo Szot

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.