Carolyn Kaster/AP
Carolyn Kaster/AP

Duas pessoas são presas por plano de extorsão a Stevie Wonder

Um dos acusados é sobrinho do cantor e, ao lado do comparsa, havia exigido 5 milhões de dólares ameaçando-o com uma história sobre incesto

Reuters,

12 de maio de 2012 | 11h46

O sobrinho de Stevie Wonder foi preso e acusado de um esquema de extorsão contra o cantor, afirmaram promotores de Los Angeles nesta última sexta-feira, 11.

Alpha Lorenzo Walker,38, foi preso no dia 2 de maio, junto com outra suposta conspiradora, Tamara Eileen Diaz. O par havia ameaçado revelar informações que alegavam que seriam embaraçosas para o cantor de "Superstition", a não ser que ele cumprisse com as exigências deles, afirmou o escritório da Procuradoria do Distrito de Los Angeles.

O site de celebridades TMZ.com, citando fontes da aplicação da lei, disse que o par havia exigido 5 milhões de dólares de Wonder e ameaçado ir para a mídia com uma história sobre incesto. Depois, eles baixaram a quantia para 10.000 dólares e foram presos por policiais à paisana que fingiam ser representantes do músico.

A porta-voz da Procuradoria do Distrito recusou comentar a natureza ou os detalhes do suposto plano de extorsão.

Walker e Diaz alegaram inocência quanto a acusação de extorsão, mas estão detidos na cadeia aguardando uma audiência preliminar na semana que vem que irá determinar se há evidência suficiente para um julgamento completo.

Tudo o que sabemos sobre:
Stevie WonderextorsãoplanoCultura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.