Doutores da Alegria: 6 peças no palco

Fazer palhaçadas para animar crianças doentes, em hospitais, é o projeto principal dos 23 atores dos Doutores da Alegria. Interessados em atingir um público mais amplo, cinco anos atrás eles montaram Mignight Clowns, um micro festival, que lhes dá liberdade de criação.A edição verão/outono do espetáculo abre Doutores Mostra Tudo, primeira mostra de teatro do grupo, que reúne esta e outras seis apresentações, em curtas temporadas até junho no Teatro Cultura Inglesa, sempre às sextas e sábados. Todas peças são cômicas e a maioria é baseada no teatro clown, que mistura técnicas circenses e teatrais. "É um arquétipo que tem a função de transformar o lugar em que se apresenta, com o mínimo de esforço", diz Wellington Nogueira, criador dos Doutores da Alegria.Ele explica que Midnight Clowns é uma espécie de programa de auditório, com três figuras fixas: o mestre de cerimônias, Dr. Kalvin Clown, interpretado pelo próprio Nogueira uma crítica, Elizabeth de Queen, interpretada por Beth Dorgam e a bandinha Midnight. Os números mudam a cada edição. Na atual, há solos, gags e esquetes, como Pastarella e Tell Me Louise.As outras apresentações da mostra também são criações dos integrantes do Doutores da Alegria. A Barraca do Nosor ou De Como o Amor Venceu a Usura (23/3 a 7/4) aposta na simplicidade cenográfica das peças realizadas na Idade Média. Antes Só do que Acompanhado (13 a 28/4, 4 e 5/5) é um espetáculo de mímica e teatro clown, que fala de sentimentos.Vagalum Tum Tum (11 a 26/5, 1 e 2/6) trata da importância da simplicidade e do inesperado na vida das pessoas. 1337 (8 a 16/6) conta a história de duas amigas de infância que se reencontram na idade adulta. E Chapeuzinho Vermelho (até 17/6),a única infantil, foi criada a partir de uma nova versão do clássico dos Irmãos Grimm. A edição de inverno de Midnight Clowns (22 a 30/6) fecha a mostra em junho.A sátira dos procedimentos médicos, para amenizar a dor de crianças internadas, chegou ao Brasil pelas mãos de Nogueira há dez anos. O ator trouxe a idéia de Nova York, onde atou na companhia Clown Care Unit, que já fazia o trabalho. Hoje, os Doutores da Alegria se apresentam em nove hospitais de São Paulo e Rio de Janeiro e já ganharam vários prêmios, como o Prêmio Criança 97 da Fundação Abrinq.Midnight Clowns - edição verão/outono, amanhã, às 24 h.´Chapeuzinho Vermelho´, até 17/6, sábados e domingos, às 16 h. Teatro Cultura Inglesa, R. Dep. Lacerda Franco, 333, Pinheiros, tel.: 3814-0100. Estacionamento gratuito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.