Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Doria diz estar tranquilo com mudança da Virada para Interlagos

Prefeito eleito de São Paulo reafirmou que a maior parte do evento vai ser transferido para a região sul, e que uma parcela menor será realizada no Centro, nos equipamentos da Prefeitura e em espaços privados

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

07 Dezembro 2016 | 08h14

O prefeito eleito de São Paulo João Doria falou, nesta terça-feira, 6, sobre as mudanças que pretende fazar na Virada Cultural da cidade, evento que ocorre anualmente em maio na região Central da capital, e que deixará de ser concentrada no centro. O anúncio foi criticado por seus idealizadores e frequentadores porque rompe com o conceito do programa de estimular a ocupação das ruas do Centro paulistano.

"Nós vamos ter Virada Cultural concentradamente em Interlagos, mas ela vai acontecer também nas unidades da Prefeitura de São Paulo, como Theatro Municipal, Biblioteca Mário de Andrade e também teatros privados que serão convidados para participar da Virada Cultural. Portanto, ela vai acontecer sim no centro de São Paulo, mas o grande movimento vai ser em Interlagos", disse num evento realizado pela revista IstoÉ.

"Crítica é sempre válida, faz parte do jogo. Quero lembrar que o André Sturm, secretário de Cultura, esclareceu de maneira muito clara as transformações que nós vamos ter na Virada Cultural. Para garantir a sua continuidade, seu valor histórico, mas garantir também também segurança das pessoas que vão participar em todos os níveis em todos os sentidos. Então estamos muito tranquilos em relação a essa decisão", completou.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.