Domingo será o Dia contra a Baixaria na TV

A campanha Quem Financia a Baixaria É contra a Cidadania, que quer melhorar a qualidade da programação, acontece dia 17, domingo, data escolhida como Dia Nacional contra a Baixaria na TV. O objetivo é mobilizar canais de TVs, organizar protestos em praças, e pedir uma hora de TV desligada. Organizada pelo deputado Orlando Fantazzini (PT/SP), a campanha propõe uma série de atos de protesto, entre eles que a população desligue a TV entre 15 e 16 horas do domingo, horário importante na programação dominical nas emissoras abertas. Entidades ligadas à campanha prometem fazer manifestações em praças públicas no domingo, distribuindo folhetos informativos sobre a importância do dia. Em São Paulo, ONGs como a TVer estão organizando uma série de manifestações. Uma delas será na Praça da Sé. Responsáveis pela campanha esperam o protesto de algumas emissoras contra a iniciativa, mas já contam com o apoio de outras.A TV Nacional de Brasília, por exemplo, exibirá um debate ao vivo no dia às 14 horas, antes do protesto para desligar os aparelhos de TV. Nele, Fantazzini e convidados - representantes da Abert, da sociedade civil - vão discutir a qualidade da programação da TV. A idéia é que o debate seja retransmitido para todas as redes que estiverem interessadas na mobilização. A TV Câmara exibirá também no domingo uma manifestação de estudantes de comunicação em Brasília, que estarão nas ruas fazendo enquetes com população sobre a baixaria na TV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.