"Dom Quixote" é patrimônio hispânico

Escritores mexicanos e espanhóis resolveram considerar Dom Quixote como patrimônio comum da comunidade de língua espanhola durante as jornadas literárias Cervantes e Dom Quixote sobre o legado de Cervantes que acontecem no México. Cerca de 20 intelectuais e escritores de ambos os países participaram do encontro organizado pela sociedade estatal Espanha Novo Milênio, que busca uma nova perspectiva sobre a obra-prima de Miguel de Cervantes. O coordenador do encontro Gonzalo Santonja, assim como o mexicano Gonzalo Celorrio, diretor do Fundo de Cultura Econômica (FCE), acordaram sobre a definição do Dom Quixote como "patrimônio comum dos povos que falam e lêem espanhol. Assim, espanhóis e mexicanos apontaram a modernidade do legado de Cervantes e sua capacidade de transcender o tempo. O encontro termina neste sábado, no Museu Iconográfico Cervantino de Guanajuato, uma bela cidade colonial do centro do México.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.