Dolce & Gabbana são acusados de falsificar relógio

A Dolce & Gabbana foi condenada pelo tribunal de Paris a pagar 130 mil euros por prejuízos ao ourives francês Pascal Morabito por ter copiado o modelo de um relógio por ele criado. Também as Galerias Lafayette, que venderam o modelo proposto por Dolce & Gabbana, terão que desembolsar 20 mil euros para Morabito. O tribunal ordenou a destruição do estoque remanescente dos relógios em questão. A sentença será publicada no jornal Le Figaro e no endereço site da Dolce & Gabbana. Segundo o tribunal as diferenças entre o relógio assinado Dolce & Gabbana e o assinado Morabito eram mínimas: "O modelo D&G reproduzia a combinação das características do modelo original Morabito".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.