Documentos mostram atenção de Jackie Kennedy à Casa Branca

Documentos pessoais de Jacqueline Kennedy divulgados na segunda-feira mostram uma primeira-dama preocupada com detalhes da Casa Branca, na época em que John Kennedy foi o presidente dos EUA.

LAUREN KEI, REUTERS

13 de fevereiro de 2012 | 18h22

O material, liberado pela Biblioteca Presidencial Kennedy, mostra Jackie preocupada com a reforma dos salões do palácio e pedindo mudanças no roteiro de uma visita guiada que ela ofereceu às câmeras da rede CBS.

"(Os documentos) mostram a incrível atenção dela aos detalhes e seu entendimento sobre arte, história, estética e diplomacia pública", disse Tom Putnam, diretor da biblioteca.

Jackie tinha apenas 31 anos quando se mudou para a Casa Branca, e os documentos mostram seu grande envolvimento com a reforma e com a visita televisionada em 1962.

"Essa foi realmente uma marca registrada dela. É como se ela estivesse se apresentando ao povo norte-americano", disse Putnam sobre o evento televisionado.

Os documentos -incluindo bilhetes manuscritos da ex-primeira-dama- foram doados à biblioteca por Caroline Kennedy e John F. Kennedy Jr. O acervo inclui também itens relativos a viagens internacionais, jantares formais e coberturas jornalísticas envolvendo a primeira-dama.

Kennedy foi assassinado em 1963. Jackie se casou em 1968 com o magnata grego Aristóteles Onassis, e morreu em 1994.

Os documentos são a primeira parte de uma coleção intitulada "Documentos Pessoais de Jacqueline Kennedy Onassis", que abrangem sua vida inteira e estão sendo divulgados à medida que são avaliados por arquivistas.

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEJACKIEKENNEDYDOCUMENTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.