Doadas cartas de Hemingway a Marlene Dietrich

Uma coleção de cartas íntimas trocadas entre o escritor Ernest Hemingway e a atriz Marlene Dietrich foi doada para a Biblioteca e Museu John F. Kennedy, em Boston, por uma filha da atriz. A biblioteca possui 95% dos manuscritos e da correspondência de Hemingway. Kennedy admirava o escritor, a quem não conheceu pessoalmente, e sua mulher Mary considerou que aquele seria o lugar mais adequado para conservar seus manuscritos.A coleção doada por Maria Riva contém 30 cartas, telegramas e um cartão de Natal escritos entre 1949 e 1959, além de alguns fragmentos de contos e poemas. As condições da doação estabelecem que a correspondência seja colocada à disposição do público somente a partir de 2007.Deborah Leff, diretora da biblioteca, leu as cartas e disse, na segunda-feira, que elas são "belíssimas". "E também revelam uma tremenda intimidade... dão uma sensação de almas com muita coisa em comum". Hemingway declarou seu amor a Marlene em pelo menos uma das cartas, mas garantem seus descendentes que a relação entre eles foi platônica. O agente literário Peter Riva, neto de Marlene, divulgou passagens de suas cartas escritas em 1950. Em uma delas, Hemingway escreveu: "eu também te amo beleza indestrutível", e se despediu com a frase "te amo muito e espero que estejas bem e feliz e trate de manter comunicação", assinado "Papa". Em outra carta, Hemingway, que foi correspondente de guerra durante a Guerra Civil Espanhola e usou-a como pano de fundo em Por Quem os Sinos Dobram, escreveu: "Amei de verdade cinco mulheres: a República Espanhola e a 4.ª Divisão de Infantaria".Apesar de anos de rumores de que Marlene e Hemingway foram amantes, Peter Riva e um filho de Hemingway, Patrick, negaram essa possibilidade. "Tudo indica que foi uma amizade. Tiveram uma amizade muito íntima e foi uma amizada entre dois artistas", disse Patrick Hemingway. "Personalidades como essas são incendiárias", disse Riva. "Tendem a fazer tudo com fogo furioso. Já que não seriam amantes, tornaram-se amigos totais, firmes".

Agencia Estado,

08 de abril de 2003 | 13h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.