Doação de Gisele recupera sua imagem

Repercutiu em vários lugares do mundo a doação do cachê de Gisele Bündchen para a campanha Fome Zero do governo brasileiro. Diversos veículos internacionais reproduziram a notícia daparticipação da top na abertura do São Paulo Fashion Week ontem, na Bienal do Parque do Ibirapuera. Veículos como a revista Vogueinglesa e diversos jornais doMeio-Oeste americano deram destaque para o assunto. Mas nas matérias destes veículos há pouca coerência em relação ao valor da doação.Enquanto na imprensa internacional o valor veiculado foi alto (vários veículos publicaram que Gisele repassou para o governo um cachê de US$ 150 mil), a maioria da imprensa brasileira informou valores em reais, em torno de R$ 100 mil. A modelo participou no desfile masculino do estilista Ricardo Almeida, graças ao patrocínio de duas empresas de telefonia. A doação é a primeira notícia positiva sobre Gisele na imprensa internacional em vários meses. A gaúcha despertou certa antipatia ao ser alvo de um protesto dos ativistas da Peta, organização de defesa dos animais, em umdesfile da Victoria´s Secret, em 2002. Na semana passada, circularam rumores de que ela estaria processando o estilistaalternativo de NY Ken Courtney, que lançou umacamiseta em que com a frase I Fucked Gisele estampada.

Agencia Estado,

28 de janeiro de 2003 | 13h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.