Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

´Do-in antropológico´ de Gil sai em livro

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, tem um notório fascínio pelos encantos da palavra falada - ele mesmo assume até uma certa incontinência verbal. Desde que assumiu o ministério até hoje, fez cerca de 50 discursos públicos, muitos excepcionais (como a recente fala na Bienal de Arquitetura de São Paulo, que desagradou arquitetos do establishment). A Assessoria de Comunicação do MinC resolveu agora editar os discursos do ministro-cantor. Em tiragem limitada, de 5 mil exemplares, saiu essa semana o primeiro número de Cadernos do Do-In Antropológico. Tem 88 páginas e reúne 10 entre os principais artigos de Gil, tratando de Patrimônio Histórico, Cinema, Arquitetura e Congresso Nacional, entre outros temas."Nós consideramos que os discursos são peças fundamentais para que se possa compreender o novo conceito de cultura que o ministério adotou, sob o comando dele, e que está propondo para a sociedade brasileira, que abrange questões como a inclusão cultural e a construção da nação", diz Luiz Turiba, assessor de Comunicação do MinC. O livrinho não está à venda. Foi enviado gratuitamente a produtores culturais, secretarias de cultura e agentes do setor, mas pode ser obtido mediante pedido direto ao Ministério da Cultura. "Pode escrever que a gente envia. É um instrumento de governo", disse Turiba. Segundo ele, a edição foi feita com recursos da própria assessoria, que pretende dar continuidade à série, com cadernos sobre diversidade cultural e cinema brasileiro. O prosseguimento da série, diz o assessor, deverá ser submetido à aprovação da Secretaria de Comunicação do governo, que é quem decide sobre as estratégias de divulgação do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.