DNA prova que argentino violentou filha e teve 10 filhos com ela

Estudos genéticos confirmaram que um homem de 62 anos violentou sistematicamente sua própria filha e teve 10 filhos com ela em uma remota localidade da Argentina.

REUTERS

24 de novembro de 2010 | 22h05

Virgilio Palud, juiz da cidade de Reconquista, no centro do país e nas proximidades do lugar dos crimes, disse em declarações reproduzidas na quarta-feira pela mídia que exames de DNA feitos sobre oito filhos da vítima confirmaram que também são filhos do acusado.

A mulher violentada, agora com 43 anos, denunciou o ocorrido à polícia em junho, quando seu pai foi preso por outro motivo. Com as provas de DNA, o caso passará à etapa de julgamento.

(Reportagem de Juliana Castilla)

Tudo o que sabemos sobre:
ODDARGENTINAFILHOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.