Diversão com o Quarteto Fantástico

Prontos pra Detonar

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2010 | 00h00

14H15 NO SBT

(Ready to Rumble). EUA, 2000. Direção de Brian Robbins, com David Arquette, Oliver Platt.

Dois fãs alucinados por luta livre querem ajudar seu herói favorito, que está em decadência, a reconquistar seu cinturão de campeão mundial. Para isso, os dois amigos usam todos os tipos de truque baixo, como infernizar a vida dos possíveis adversários do lutador. A produção teve o auxílio de profissionais da luta livre, o que não resolve muito, ao menos em relação à qualidade do roteiro. Os fãs de pancadaria, com certeza, vão adorar e se divertir muito. Reprise, colorido, 107 min.

Escola da Vida

15H40 NA GLOBO

(School of Life). Canadá, EUA, 2005. Direção de William Dear, com David Paymer, Ryan Reynolds, Kate Vernon, Andrew Robb, John Astin, Don Mackay.

Novo professor na cidade promove um verdadeiro tumulto na Fallbrook Middle School. Afinal, ele é atraente, simpático e informal. Os alunos o adoram e os professores também o admiram. Com exceção do ansioso professor de biologia, que sonha em ganhar o prêmio de professor do ano. Contudo, há um segredo sobre o novo professor que pode mudar o tudo. Comédia despretensiosa. Melhor dizendo, chata. Inédito, colorido, 90 min.

Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado

22H10 NA GLOBO

(4: Rise Of The Silver Surfer). EUA, Alemanha, Inglaterra, Canadá, 2007. Direção de Tim Story, com Ioan Gruffudd, Jessica Alba, Chris Evans, Michael Chiklis, Julian Mcmahon.

Dois cientistas estão prestes a se casar. Mas, durante a cerimônia, algo estranho surge nos céus de Nova York: o Surfista Prateado. É o personagem que carrega uma carga melodramática por se sentir um fiel servidor de Galactus, o devorador de mundos que ameaça a Terra. Sua fraqueza, porém, se torna visível ao conhecer Sue Storm, a Mulher Invisível, que não apenas faz lembrar seu grande amor como provoca um conflito interno. É tal angústia que humaniza o filme, recheado de efeitos especiais. O longa também é mais relaxado que o primeiro da série, justamente por trazer mais piadas entre os membros do quarteto, que se provocam. Boa diversão. Inédito, colorido, 92 min.

Proibido Proibir

2H NA GLOBO

Brasil, 2006. Direção de Jorge Durán, com Caio Blat, Maria Flor, Alexandre Rodrigues, Edyr Duqui, Adriano De Jesus, Luciano Vidigal.

Três universitários vivem um triângulo amoroso que não se realiza pela amizade que os une. Eles ajudam uma paciente terminal e sem recursos a reencontrar seus filhos. Ao tentar salvar um deles de policiais corruptos, os jovens acabam encarando a violência da cidade de frente. Diretor chileno radicado no Brasil, Jorge Durán fez um filme de relações que engloba a complexidade social e política do País. E Caio Blat, Maria Flor e Alexandre Rodrigues formam um belo triângulo. Reprise, colorido, 100 min.

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre A Jurada, de Brian Gibson, com Demi Moore, Alec Baldwin, Joseph Gordon-Levitt, Anne Heche, James Gandolfini, sobre mulher que é convocada para fazer parte do júri que decidirá o futuro de um mafioso. Mas ela começa a suspeitar que sua vida irá correr risco, caso não tome a decisão "correta". Vivendo em um clima de medo e tensão, ela acaba sendo de fato coagida a inocentar o importante criminoso (EUA, 1996, fone 0800-70-9011); e Quem Vai Ficar Com Mary?, de Bobby Farrelly e Peter Farrelly, com Cameron Diaz, Matt Dillon, Ben Stiller, sobre nerd que nunca esqueceu a bela Mary, por quem foi apaixonado no ginásio. Anos mais tarde, decide encontrá-la, e contrata um detetive particular. Os problemas começam quando o detetive também se apaixona pela irresistível Mary. Grande sucesso de bilheteria, o filme traz o humor incorreto mas divertido dos irmãos Farrelly (EUA, 1998, fone 0800-70-9012).

TV PAGA

Victor ou Vitória

15H40 NO TCM

(Victor/Victoria). EUA, 1982. Direção de Blake Edwards, com Julie Andrews, James Garner e Robert Preston.

Deliciosa comédia dirigida por Blake Edwards, em que Julie Andrews é a cantora desempregada, nos anos 1930, conseguindo emprego apenas como travesti, graças ao auxilio de um amigo gay (Robert Preston, em interpretação impecável). O problema é que, disfarçada, ela desperta a paixão de um mafioso de Chicago. Atuações impecáveis e uma trama divertida garantem a diversão. Inspirou um musical na Broadway que aqui foi encenado com a mesma graça por Marília Pêra. Reprise, colorido ? 133 min.

A História Real

18 H NO TELECINE CULT

(The Straight Story). EUA, 1999. Direção de David Lynch, com Joseph A. Carpenter, Richard Farnsworth, Sissy Spacek.

Baseado em episódios reais, filme conta a história de Alvin Straight, homem de 73 anos que efetua uma jornada de centenas de quilômetros usando um trator cortador de grama como transporte. O motivo da viagem? Fazer as pazes com o irmão que está gravemente doente. Reprise, colorido, 111 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.