Disneylândia completa meio século de sucesso

A Disneylândia, o símbolo dos parques de diversão que espalhou seus castelos de contos de fadas e personagens animados pelo mundo inteiro, comemora neste domingo seu aniversário de 50 anos. Vários famosos vão se reunir na presença de Mickey Mouse e Pato Donald para festejar o meio século de existência do parque, fundado pelo gênio dos filmes de animação, Walt Disney. A cerimônia deve contar com a participação do governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que atuou na versão da Disney de A Volta ao Mundo em 80 Dias, e a atriz Julie Andrews, protagonista de Mary Poppins e, mais recentemente de The Princess Diaries (O Diário da Princesa). Ao lado dos atuais responsáveis do grupo Disney, o presidente Michael Eisner e seu sucessor a partir de setembro, Robert Iger, a filha mais velha do fundador, Diane Disney Miller, deve comparecer à festa cercada por Mickey Mouse, Donald, a Bela Adormecida e Winnie the Pooh. Em 17 de julho de 1955, Walt Disney abriu as portas do primeiro parque temático do mundo, na Califórnia, mas nunca imaginou que 50 anos depois mais de 515 milhões de pessoas vindas de todas as partes do mundo teriam cruzado o portal do "lugar mais feliz da Terra". Desde então, o parque passou de 16 para 60 atrações, numa área isolada de 35 hectares e hoje praticamente engolida pelo impressionante crescimento de Los Angeles. As comemorações do 50.º aniversário devem ser realizadas na famosa Main Street, USA, que leva ao castelo da Bela Adormecida. O auge da festa será, segundo organizadores, a reinauguração desse castelo com queima de fogos e shows. Os convidados serão recebidos com um bolo de aniversário para 100 mil pessoas, até à meia-noite de hoje (hora local). A última invenção da Dysneylândia é uma área interativa consagrada a Buzz Lightyear, um dos personagens do filme Toy Story. A outra novidade recente do grupo foi o parque Disney California Adventure, inaugurado no início de 2001 junto ao Disneylândia original. Para atrair os turistas, a companhia Walt Disney comprou a maioria dos hotéis de baixo custo dos arredores do parque. Em 50 anos, o parque já recebeu oito presidentes americanos e incontáveis famosos. Em todo este tempo, foi fechado apenas duas vezes: em novembro de 1963, no dia do assassinato do presidente John F. Kennedy, e em 11 de setembro de 2001, data dos atentados terroristas em Nova York e Washington. Desde sua criação, a Disneylândia se multiplicou em todo o território dos Estados Unidos, com o DisneyWorld construído na Flórida (1971); seguido do Epcot (1982), parque consagrado à conquista espacial; a inauguração dos estúdios Disney MGM (1989) e o Animal Kingdom, em 1998. Fora dos Estados Unidos, a Disneylândia abriu parques em Tóquio (1983) e Paris (Euro Disney - 1992) e, em setembro próximo, deve inaugurar um em Hong Kong.

Agencia Estado,

17 de julho de 2005 | 18h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.