Discurso é segredo da audiência no domingo

O que fez Gugu Liberato devolver ao "SBT" a liderança na audiência das tardes de domingo, há mais de 10 anos facilmente obtida por Fausto Silva com seu Domingão? E Silvio Santos, há mais de 30 anos no ar, como consegue cativar os telespectadores usando um mesmo discurso? Segundo especialistas, os atributos e os defeitos daqueles que são considerados os maiores comunicadores da televisão brasileira, aliados ao tipo de programa que fazem, podem interferir na qualidade dos programas que você assiste.Para Reinaldo Polito, um dos mais conceituados professores de expressão verbal do País - com 25 anos de experiência na área e que já formou mais de 30 mil alunos, entre eles, profissionais da televisão -, Faustão é um dos melhores comunicadores. "Ele tem presença de espírito e o bom humor que normalmente não se encontra nos outros apresentadores. Além disso, pega a informação e imediatamente traz aquilo para a atualidade, depois a leva para a realidade das pessoas."Com tantos atributos assim, por que então ele está perdendo cada vez mais audiência? Segundo Polito, Gugu leva vantagem na "briga" apesar de mais limitado, porque "tem uma produção que é muito mais rápida nas mudanças e, se algo não está dando certo, eles conseguem mudar no decorrer do próprio programa".Piadas sem graçaPara ele, o que estaria prejudicando o Domingão é o esquema "carregado" que se mantém há muito tempo. "Aquilo talvez não esteja dando resultado e ele não se mexe para mudar, então o problema não é do apresentador e sim do tipo de programa que estão fazendo para ele", diz. De acordo com o professor, as piadas e brincadeiras feitas por Faustão, que o tornaram conhecido com seu antigo programa Perdidos na Noite (na "Band"), são feitas em clima apropriado, mas como ele não tem liberdade, às vezes, as piadas começam a ficar um pouco sem graça. A fórmula "entretenimento aliado ao jornalismo", que vem dando bons resultados com Gugu, foi copiada pela atração global, mas mesmo assim não se transformou em pontos no Ibope. "Faustão não tem experiência nisso, deveria seguir seu próprio caminho. Já o Gugu sabe chamar, criar a expectativa, valorizar o momento. Ele vai fazendo chamadas e você fica interessado em saber que tipo de informação é aquela. Cria uma expectativa e ela, de certa forma, é confirmada. Além disso, ele sempre consegue fazer um bom fechamento. Com os outros apresentadores isso nem sempre acontece."Polito destaca também que Gugu tem a flexibilidade para passar de momentos tristes para alegres. "Em um momento, está dando risada e, no outro, passa a mostrar uma notícia com aquele semblante de preocupação que o telespectador imaginava que ele pudesse ter naquele instante", ressalta. "Quando ele vai para uma situação alegre, volta a ter um semblante descontraído, de acordo também com a expectativa. Ele consegue falar a linguagem que as pessoas estão pretendendo ouvir. Essa é a grande vantagem."Silvio Santos é o reiA fórmula do sucesso Silvio Santos conhece bem. "Ele é o rei. É o melhor que existe. Quando todo mundo pensa que ele vai naufragar, ele aparece com algo diferente, inusitado, reconquista a audiência. O Show do Milhão é um exemplo disso", garante Polito. E o que faz com que as pessoas fiquem acordadas até tarde para assisti-lo? Como ele consegue manter a audiência por tantos anos? A explicação do professor é simples. "Ele conhece a alma do ouvinte." Outro fator importante e que garante o sucesso é que Silvio Santos escolheu um tipo específico de público e tem uma comunicação voltada para ele. "Ele não está preocupado em ser intelectualizado, em fazer um programa de altíssimo nível. Faz um bom programa, engraçado, divertido, e que atenda aquele tipo de telespectador". Os bordões usados pelo "homem do Baú", segundo Polito, também são muito importantes. "´Vem cá, vem cá, Ah! Quem quer dinheiro?´ Tudo isso é para manter o ritmo, porque o telespectador da classe mais baixa não tem a preocupação em ouvir o conteúdo da mensagem, o que ele quer é ser envolvido pela melodia das apresentações. Este tipo de recurso que Silvio Santos utiliza, essas expressões, essa forma de cantar, faz com que as pessoas se prendam, porque isso é que toca a emoção."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.