Discovery volta à Siberia em "Terra do Mamute"

O "Discovery Channel" (Sky/Net/TVA/Directv) apresenta neste domingo, dia 11, das 20h às 22h, a dramática continuação da história "A Terra do Mamute" que, no ano passado, chegou às manchetes dos jornais e noticiários do mundo inteiro.A história narra os acontecimentos durante a expedição pela vasta Península Taimyr, na Sibéria, que tinha como missão recolher exemplares congelados da vida pré-histórica que habitou esta área do planeta: o mamute.No ano passado, o "Discovery Channel" apresentou "O Despertar do Mamute", um especial que mostrou o emocionante momento em que foi erguido, do solo congelado da Sibéria, o raro mamute peludo Jarkov ? um animal que viveu durante o Período Glacial, e que morreu adulto há 20.380 anos, com 47 anos, por causa de um deslizamento de terra.Durante o processo de degelo, os cientistas recuperaram pêlos, tecido macio e ossos, incluindo quatro vértebras. As descobertas revelam promissores resultados para os cientistas, enquanto menos de 1% do bloco de gelo foi derretido e pesquisado. "A Terra do Mamute" acompanha o explorador francês Bernard Buigues, enquanto organiza a maior expedição já realizada na paleontologia da Era Pleistoceno (que abrange o período de 2,3 milhões a 10.000 anos atrás).Onze equipes formadas por dois membros da expedição vagam por toda a Península Taimyr acompanhadas por câmeras à procura de antigos ossos e presas, espalhados por este paraíso paleontológico. Os pesquisadores instalaram um laboratório temporário em Khatanga, a caverna congelada na Sibéria, onde está sendo mantido o Mamute Jarkov, um dos onze animais que foram encontrados na Sibéria nos últimos 200 anos.Os telespectadores irão passar por momentos arrepiantes; primeiro por causa das reluzentes e incríveis imagens da tundra siberiana, um território devastado e congelado, mais fácil de se conhecer por helicóptero, e, em seguida, acompanhando a forma como o passado antigo ganha vida com as pesquisas destes cientistas e exploradores.A história intercala as descobertas dos cientistas com animação computadorizada, que mostra as origens do mamute peludo, e como estes imensos animais dominaram esta região perto do topo do mundo, durante 290.000 anos, antes de desaparecer da face da Terra de forma repentina e definitiva.O programa mostra ainda como o homem da Idade do Gelo deveria ter agido para caçar o mamute, se tivessem compartilhado o mesmo meio-ambiente. Além disso, a produção deste documentário também visita os "Dolgan", um povo nômade que vive atualmente na Sibéria, que levam para Buigues ossos, presas e crânios para trocar por objetos modernos. Buigues vem organizando expedições através do Pólo Norte durante mais de uma década r liderou a equipe desta aventura pioneira, que escavou o Mamute Jarkov em 1999, e continua a liderar um grupo internacional de 37 cientistas, reunidos para estudos mais aprofundados e novas explorações da Península Taimyr.A Equipe da Expedição do Mamute também é composta por outros cientistas de grande prestígio, como Dick Mol, dos Países Baixos, especialista em mamutes de renome internacional, e Daniel Fisher, especialista em pesquisa de presas de mamute, da Universidade de Michigan.

Agencia Estado,

11 de março de 2001 | 18h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.