Diretores de orquestra

Lua míngua Vazia em Peixes, fenômeno que vai até amanhã

Oscar Quiroga, oscar.quiroga@estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2011 | 00h00

Os ótimos diretores de orquestra se antecipam às notas que devem ser tocadas pelos músicos, dirigindo-os com seus gestos. Os medianos diretores de orquestra fazem os gestos simultaneamente às notas emitidas pelos músicos. Os péssimos diretores parecem correr atrás do que os músicos tocam, não dirigindo, mas sendo dirigidos por eles e elas. Os governantes do mundo de hoje são como os péssimos diretores, correm atrás das circunstâncias, não governam, não dirigem, são escravos de uma voragem que ninguém domina porque suas causas são remotas, estão além da compreensão política. Há escassos seres humanos dentro desse mundo que são bastante iluminados, a eles devemos nossa reverência e apoio, pois em suas mãos está o futuro possível.

ÁRIES 21-3 a 20-4

As reviravoltas são intensas, mas no fundo há o que celebrar como resultado futuro delas. Sua alma pressente isso e não se atemoriza excessivamente, ainda que em certos momentos essa atitude pareça ingênua.

TOURO 21-4 a 20-5

Olhar em volta e perceber que está tudo relativamente bem apesar de todas as previsões sinistras que a ansiedade fez; nada paga uma experiência íntima dessas! Contudo, que isso não sirva para abaixar a guarda.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Suas tarefas aumentaram e isso acontece como resposta a sua crescente capacidade de administrar realidades maiores e mais complexas. Enxergar nisso uma espécie de castigo seria negar a si a oportunidade de crescer.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Já que o mundo está com pressa, melhor você andar devagar, fazendo tudo com muita atenção e capricho. A pressa não é apenas inimiga da perfeição, ela é eterna aliada da ansiedade, a pior conselheira possível.

LEÃO 22-7 a 22-8

Anda difícil sua alma conseguir colocar em marcha sua vontade, as circunstâncias possuem uma força que, no momento, é insuperável. O que fazer? Dobrar-se às circunstâncias ou teimar em fazer valer a sua vontade?

VIRGEM 23-8 a 22-9

As limitações são reais e por isso melhor será respeitá-las e de todas as formas possíveis restringir os movimentos de acordo a essas. Não é a situação ideal, mas é a que se encontra disponível. Um passo depois do outro.

LIBRA 23-9 a 22-10

Quem conseguir pensar menos individualmente e mais grupalmente, esse conseguirá enxergar a verdadeira vantagem do momento. Acontece que os problemas em marcha não podem ser solucionados a não ser em conjunto.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

O que estiver disponível é propício aproveitar, ainda que não seja o imaginado ou o ideal. No momento é melhor aproveitar o que estiver disponível do que continuar teimando em atingir a perfeição dos objetivos.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

A oscilação veloz entre a percepção de perspectivas amplas e de outras absolutamente estreitas resulta em estresse, pois fica difícil entender, afinal, qual seria a verdadeira natureza das perspectivas.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

A aversão ao risco se nutre de raciocínios prudentes. Isso é importante, porém, no momento atual ainda mais importante seria você compreender a necessidade de arriscar-se a experimentar novas formas de lidar com tudo.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Seus problemas não são mais difíceis do que os problemas alheios. É propício evitar que o surgimento de diálogos a respeito dos problemas em andamento se converta numa competição para ver quem sofre mais ou melhor.

PEIXES 20-2 a 20-3

Começar do zero não é uma situação ruim, é a melhor oportunidade possível; é o rejuvenescimento, o renascimento daquele ardor original sem o qual você não seria quem você é. Aceite e siga em frente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.