Diretores celebram ''recomeço''

A OSB deste festival, que chega à Sala São Paulo domingo, não tem ainda sua cara definitiva. Doze vagas seguem abertas e doze estrangeiros, admitidos em audições, são esperados. Hoje, o que se vê, entre os músicos contratados emergencialmente e os brasileiros que também passaram por testes, é um grupo bem mais jovem - as carecas e cabelos brancos são poucos.

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2011 | 00h00

Curiosamente, a pianista convidada também tem 30 anos a menos do que Nelson Freire. A diferença de idade entre o spalla que tocou e o anterior é semelhante.

Exultante, o novo diretor artístico, Fernando Bicudo, minimizava: "Está maravilhoso, parece uma orquestra que está ensaiando há meses". Eleazar de Carvalho Filho, presidente da Fundação OSB, ressaltava na entrada do teatro que "o importante é reiniciar a caminhada".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.