Direto da Fonte

Justiça da Justiça

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

05 de maio de 2011 | 00h00

A OAB-SP continua em briga com a Defensoria paulista. Em resposta aos mais de 70 defensores que pediram baixa da Ordem, a instituição dos advogados reagiu. Entrou com recurso no Conselho Federal e conseguiu que qualquer desvinculação daqui para frente só se efetive se o defensor apresentar certidão de exoneração do seu cargo.

A nova regra, segundo Marcos da Costa, da OAB-SP, já está valendo. E quem se desvinculou da Ordem terá desligamento suspenso até que apresente nova papelada. A Defensoria? Diz desconhecer as determinações.

Nova era

Depois de assumir o comando do PMDB de SP, no vácuo da morte de Quércia, Michel Temer pediu e Baleia Rossi atendeu. Anteontem, o ex-governador foi homenageado na cerimônia de ingresso de dois secretários peemedebistas na Prefeitura. "Quércia é um nome histórico, um grande quadro do PMDB", afirmou Rossi. Foi aplaudido de pé.

Uma mudança significativa, visto que em abril o programa de TV do partido sequer citou o ex-governador.

Efetivação

Foi finalmente marcada a data de criação da Câmara de Gestão à Competitividade. Dilma escolheu o dia 11.

Presidida por Jorge Gerdau, que terá sala no Palácio do Planalto, será composta por quatro ministros e quatro representantes do setor privado.

Continência

Kassab está perto de completar feito inusitado: nomear coronéis para cuidar de todas as 31 subprefeituras. Faltam três.

Mão amiga

Beto Amaral e Pedro Ivo Alcântara vão "apadrinhar" artistas sem galeria. O projeto Entretanto estreia dia 12, em paralelo a SP-Arte. A ideia é negociar o trabalho de 21 jovens com a ajuda de dois curadores. "Muitos estão tão no início que sequer têm orçamento para produzir as próprias obras", conta Beto.

Ossos do ofício

Marcelo Serrado está obstinado em seu laboratório para viver um gay na próxima novela da Globo, Fina Estampa. Hoje ele deve "dar pinta" na boate Aloca.

Pecado original

Depois de conversar com gente da Gradin e da Odebrecht, e ouvir explicações sobre a atual briga societária dentro do Grupo Odebrecht, a coluna está propensa a acreditar em uma avaliação feita por competente advogado. Ao ler o acordo de acionistas assinado em 2001, o jurista chegou à conclusão de que ambas as famílias deveriam é processar quem redigiu os termos do contrato.

Que daria margem a múltiplas interpretações.

De titãs

Era dada como certa, ontem pela manhã, a substituição de Roberto Lima, presidente da Vivo, por Antônio Carlos Valente, da Telefonica.

Como trata-se de realocação de um executivo do próprio grupo espanhol, os preços das ações na BM&FBovespa se mantiveram estáveis.

Destino de Lima? Não será a Oi.

Dúvida cruel

Parte da comunidade ítalo-brasileira em Sampa está para lá de curiosa. Quais teriam sido os critérios para definir a cidade do Rio para realização da abertura do Ano da Itália no Brasil e Brasília como sede do encerramento da festa?

Só pode ter sido um novíssimo censo demográfico dando conta de grande número de italianos residentes nas duas cidades.

Dúvida 2

Outra excentricidade também pede explicação: a escolha do símbolo único comemorando o Ano do Brasil na Itália e da Itália no Brasil. O desenho mostra o Coliseu "engolindo" o Cristo Redentor.

Não bastasse o monumento em Roma ter servido de arena para a matança de milhares de cristãos.

Na frente

Luiz Mello, da Vale, tomou posse ontem na Academia Brasileira de Ciências. Com isso, a ex-estatal passa a ser a primeira empresa privada com assento institucional na ABC.

Cláudia Bonfiglioli e a Casa Hope oferecem, dia 10, almoço só para mulheres em homenagem à Lu Alckmin.

Rita Lobo autografa Panelinha. Hoje, no Na Mata Café.

O livro Mario Covas Democracia, Defender, Conquistar será lançado hoje. No Museu da Casa Brasileira.

O Hospital Alemão Oswaldo Cruz promove torneio de golfe entre médicos. Hoje, no São Paulo Golf Club.

Jaime Spitzcovsky ministra a aula Os Brics e a Nova Economia Global. Hoje, na Casa do Saber.

Lelê Saddi apresenta coleção Vintage na loja da marca Diane von Furstenberg. Hoje, no Iguatemi.

Bia Sion apresenta o show A Levada do Jazz hoje no Ranieri e amanhã no CCSP.

Abre hoje o Espaço Singular com auditório, café e galeria. Nos Jardins.

Acontece hoje chá da tarde na Carolina Herrera do Cidade Jardim para lançar o editorial de moda f*hits clicks 2.

Fogo amigo petista: "O potencial de estrago do sujeito é tão grande que o apelidaram de Dilúvio Soares".

Colaboração

Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado.com.br

João Luiz Vieira joao.vieira@grupoestado.com.br

Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.br

Paula Bonelli paula.bonelli@grupoestado.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.