Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Direto da Fonte

Me dê motivo

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2011 | 00h00

Crescendo geometricamente, a Vale e a saída de Roger Agnelli têm sido centro do noticiário das últimas semanas. Mas apesar dos quilômetros de análises, matérias e ponderações, não há explicação clara e objetiva para a forma pela qual está sendo feita a mudança de liderança na ex-estatal.

É direito, sim, dos acionistas, trocar o comando de qualquer empresa. Entretanto, forçar a saída de um executivo, que só fez a empresa crescer e se fortalecer, "pela porta dos fundos", é fato que merece maior transparência. Tanto assim, que foram sondados pelo menos três executivos, ao longo desses dois anos de fritura de Agnelli, sem sucesso. Eles sutilmente se esquivaram de um "problema" que significa salário de R$ 20 milhões por ano.

Ontem, Alcides Tápias, ex-Bradesco e ex-colega de Agnelli, perguntou: "Será que ele está saindo porque foi eficiente, fez coisas boas demais para a Vale e seus acionistas?".

E mais. Se a solução encontrada for mesmo a opção por um executivo que já trabalhe na empresa, é possivel que boa parte da diretoria saia, dependendo da escolha.

Me dê motivo 2

É fato que a forma de comunicação de Agnelli foi pautada, em primeiro lugar, pelo mercado de ações.

Foi assim quando o executivo anunciou a demissão de funcionários na crise, evitando desvalorização da empresa e irritando Lula. Outras empresas fizeram o mesmo sem alarde, dispensando gradualmente. E foram poupadas da ira do presidente. Foi assim quando a Vale resistiu à construção de novas siderúrgicas, evitando concorrência com seus compradores. De novo foi criticada por Lula. E assim foi no atendimento de pedido de partidos políticos.

Se ter mentalidade de empresa privada é razão para ser queimado em praça pública...

Ninho

E onde está Roger Agnelli? Pelo que se apurou, no fim de semana, ele estava em Angra dos Reis. Isolado.

Interessa

De Gilberto Carvalho, da secretaria geral da Presidência, sobre mudanças no cálculo das aposentadorias, em discussão com as centrais sindicais: "Posso garantir que esse assunto me interessa, até porque fiz 60 anos em janeiro".

É, o tempo passa...

Melhor, estraga

A arrecadação de SP, segundo números fresquinhos de Andrea Calabi, vai muito bem, obrigado. Em fevereiro, o ICMS cresceu mais de 10% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Significa que a economia brasileira, ou pelo menos a paulista, ainda não arrefeceu. Como quer o Banco Central, temendo inflação.

Um dado em especial chama atenção: o do crescimento do pagamento de impostos de importação. Aumentou nada menos que 15%. É o efeito "real" do real valorizado em ação.

Ela vai

Dilma disse sim a João Dória. Confirmou presença no Fórum de Comandatuba, em abril. Michel Temer também vai.

Speak, speak?

Carlos Wizard Martins, da rede de idiomas Wizard, tem motivos para visitar novamente a China, desta vez na comitiva de Dilma. Sua empresa fechou acordo com o governo de Xangai, segunda maior cidade chinesa, para ensinar inglês para cerca de 10 mil estudantes da rede pública.

A Wizard conta com três escolas no país e prevê abrir outras quatro ainda em 2011.

Objeto de desejo

Armen Petrossian, da Petrossian, Patricia Abdalla e Adriana Tutundjian, abrem amanhã a primeira loja do caviar no País. No Shopping Cidade Jardim.

Antecedida por um jantar seleto e fechado hoje, onde os convidados poderão degustar as... ovas.

Janis

Chico Lowndes, Rufino Ferreira e Sidinei Silva, donos do Sonique, inauguram o primeiro bar com a chancela da Woodstock Ventures.

A casa abre hoje e promete repertório rock. E decoração com peças originais da época.

Na frente

A Galeria Luisa Strina terá vernissage da paranaense Keila Alaver. No sábado.

Artur Grynbaum, do Boticário, inaugura concept store Eudora, nova marca de beleza do grupo. Hoje, no Shopping Morumbi.

A ópera Carmen, de Bizet, abre a Temporada Lírica 2011 do Theatro São Pedro. Hoje.

A Fundação Itaú Social acaba de lançar nova edição do Prêmio Itaú-Unicef.

A mostra de fotos Movimento Coletivo, do projeto Trecho 2.8, marca hoje a inauguração da Galeria da Rua, nos Jardins.

No Morumbi, o camarote The Red Pub, da TAM, copatrocinadora dos shows do U2 no Brasil, vai se assimilar a um pub irlandês. Dias 9, 10 e 13 .

Fabrizio Fasano abre exposição na galeria Mônica Filgueiras. Dia 6.

Jum Nakao, Fernanda Yamamoto, Ronaldo Fraga e Agustina Comas estão à frente do curso Trajetos Costurados. A partir de sexta, no Centro Universitário Belas Artes.

José Alencar deixa saudades. Não só pela coragem e bom humor com que enfrentou sua doença durante 13 anos, mas principalmente pela contribuição doada ao Brasil.

Colaboração

Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado.com.br

João Luiz Vieira joao.vieira@grupoestado.com.br

Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.br

Paula Bonelli paula.bonelli@grupoestado.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.