Direto da Fonte

Quem se habilita?

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2011 | 00h00

Fred Hochberg volta ao Brasil no fim de abril para participar de seminário na Fiesp. Na turma de Obama, o presidente do Eximbank passou pelo Brasil colocando à disposição novos US$ 2 bilhões em financiamentos. Retorna para analisar onde o banco pode investir. "Obama mandou ele abrir o talão de cheques", explica Roberto Giannetti da Fonseca, da Fiesp.

O fato é que o Brasil, dos nove países considerados prioritários para o banco, é o que menos recursos toma da instituição. Explicação? "Vai ver que o BNDES é melhor que o Eximbank", arrisca Giannetti.

Non grata

Toda movimentação em torno da Usiminas, quem sai, quem fica, tem também um objetivo além do comercial. Barrar a chegada de Benjamin Steinbruch na empresa. "Ele está querendo entrar pela porta dos fundos", aponta alta fonte envolvida no processo.

Como? Comprando ações diretamente no mercado.

Cadeira quente

Não se fala em outra coisa no mercado financeiro a não ser na troca de comando na Vale. Luciano Coutinho e Antonio Maciel encabeçando a lista.

Estresse

Zé Eduardo Dutra está fora do ar. Com quadro de hipertensão, pediu afastamento de 15 dias da presidência do PT. Será substituído interinamente por Rui Falcão.

Estresse 2

E sem poder comparecer à última reunião da executiva do partido, semana passada, pediu para retirar da pauta assunto primordial: eleições municipais de 2012. A discussão ficou para abril.

Mommie dearest

Adriane Galisteu levará Vittório, seu filho, às passarelas. Desfila com o pequeno pela PUC na Fashion Weekend Kids.

Generosidade

Nelson Mandela bateu o martelo. Sua fundação assinou acordo com o Google para a digitalização de notas, cartas e diários escritos pelo sul-africano durante os 27 anos em que ficou preso.

Troca-troca

Sandra de Sá ataca de atriz. Atua, no lugar de Solange Couto, na peça Gimba, dirigida por Silvio Guindane. Além da cantora, o diretor escolheu Cíntia Rosa para substituir Taís Araújo. Estreia? Em maio.

Inesperado

No percurso da viagem até a China, no mês que vem, Dilma fará pit stop em Sófia, capital da Bulgária.

Fuuuuuhhh

Zé Aníbal anda inspirado. Saiu-se com "a Europa será o grande ventilador natural do mundo", ao saber que europeus instalaram aerogeradores de energia eólica no mar. Em encontro com missão alemã na Secretaria de Energia.

Eu voltei

Daniel Filho, depois de produzir e dirigir para o cinema, volta a atuar na TV. No papel de Salomão Hayala, no remake de O Astro.

Curiosidade: Daniel foi o diretor da novela original em 1977.

Tô voltando

Ute Lemper remarcou a data do show que fará em São Paulo: 3 de junho. E já está negociando dar uma master class para brasileiros interessados em soltar a voz.

"Ser ético sai caro"

Em São Paulo para lançar sua coleção na C&A, Stella McCartney falou à coluna. Filha de Paul McCartney, estilista de Madonna e Gwyneth Paltrow, a moça é conhecida pela defesa dos direitos dos animais. Não apenas milita contra o uso de couro, peles e lãs em suas coleções, como faz questão de usar materiais orgânicos e recicláveis. Abaixo, trechos da conversa:

O corpo das brasileiras exigiu adaptações?

Escolhemos uma brasileira para o molde. E ajustamos a modelagem para corpos mais curvilíneos. Adorei trabalhar para a mulher brasileira, que considero bonita, afetiva e sensual.

Você foi pioneira na militância contra o uso do couro nos desfiles. Qual é a importância disso?

Fui criada com dieta vegetariana e embasamento ético. Seria muito hipócrita não comer animais e matá-los para fazer roupas, sapatos e bolsas. Quando comecei minha carreira, tinha isso muito claro. A indústria da moda mata quase 15 milhões de animais por ano, gerando grande impacto ambiental. Acho difícil entender o porquê de se usar peles exóticas, como a de crocodilo. Nem o animal se come! Isso está fora de moda. A nossa indústria é cruel com o planeta, mas ainda acredito que as coisas possam mudar.

Sua militância se estende ao uso de materiais orgânicos e recicláveis. Isso é viável economicamente?

Definitivamente, é mais caro ser ético. O que percebo é que, muitas vezes, tomam-se decisões pensando só em dinheiro e lucro. Não sou perfeita, mas se eu puder fazer camiseta orgânica tão bonita quanto a normal, eu farei. A dificuldade é explicar ao cliente a razão de às vezes um produto sair mais caro.

Como britânica, o que pensa sobre a monarquia e a futura princesa Kate Middleton?

Não falo publicamente sobre minhas posições políticas ou sobre a realeza britânica. Mas estou feliz pelos dois. E espero que sejam muito felizes.

Você acha que ela é elegante, veste-se corretamente?

Para a posição dela, sim, considero-a correta.

E o que pensa sobre a demissão de John Galliano, depois de ter feito declarações consideradas antissemitas?

Não gostaria de falar sobre isso. É muito triste para todo mundo. / MARILIA NEUSTEIN

Na frente

Daniela Mercury, Fafá de Belém, Christiane Torloni, Bruna Lombardi e Victor Fasano são alguns dos nomes confirmados no Fórum Mundial de Sustentabilidade. Começa hoje, em Manaus.

Zé Eduardo Cardozo ganha jantar-homenagem. Amanhã, na casa do jurista Fábio Ulhoa Coelho.

Hilal Sami Hilal e Dawit L. Petros terão obras expostas na Galeria Marilia Razuk. Hoje. E Oscar Oiwa abre exposição na Thomas Cohn. Já a Casa 8 inicia seu leilão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.