Direto da Fonte

Ponto de vista

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2011 | 00h00

O crescimento de 18,15% no total de reclamações do Procon-SP em 2010 foi causado especialmente pelas empresas e fabricantes de bens de consumo.

Chamam atenção as queixas registradas contra a Samsung e a LG. A primeira, que ocupava a 20ª posição em 2009, subiu para o 4º lugar. E a LG pulou negativamente 22 posições.

Além disso, empresas como Electrolux e Sony Brasil estrearam no ranking.

Ponto de vista 2

A Telefonica, de novo no topo, diz que reduziu em 80% o número de reclamações. Segundo a empresa, no ano passado foram 805 fundamentadas e não 3.137, conforme divulgado.

A diferença teria acontecido porque entre janeiro e abril de 2010 ela esteve sob regime especial de contabilização de queixas. Motivo? A "crise do Speedy". Ou seja: o Procon contabilizou todas as reclamações, mesmo as que não geraram processo no órgão.

Entre nós

O Rio tem seu charme, mas deve ser em Santiago, na segunda-feira, que Obama fará o discurso mais importante da viagem. Fontes que acompanham o vaivém dos auxiliares, em Washington, garantem que o Rio ouvirá uma fala retórica.

Os chilenos terão algo parecido com o discurso do Cairo - com estratégias e horizontes.

Entre nós 2

Malia e Sasha, as filhas do presidente americano, já têm compromisso na agenda: um show de capoeira em Brasília.

Já Michelle Obama vai focar sua visita na educação. Quer se encontrar com estudantes.

Entre nós 3

Celso Athayde, da Central Única das Favelas, a Cufa, manifestou sua opinião sobre a visita de Obama à Cidade de Deus.

Ele simplesmente diz que não quer saber do presidente na associação e, sim, pelas ruas da favela. "Se não for isso, só vai reforçar o estigma. Aí eu to fora", revelou em seu Twitter.

Entre nós 4

Ana de Hollanda se encontra hoje com Gary Locke, secretário de comércio dos EUA, também na comitiva do presidente.

Pauta? Ano Interamericano de Cultura e reunião de ministros da OEA no Rio, em maio.

Distensão

Depois de o Exército retirar do seu calendário oficial a data que marca o início da ditadura, 31 de março, e em meio as críticas do comando à criação da Comissão da Verdade, Dilma disse sim e marcou seu primeiro grande evento com os militares.

Será no Dia do Exército, 19 de abril.

Rotina de ex

Lula terá reforço caseiro em seu instituto. Dona Marisa Letícia começará a dar expediente no Ipiranga a partir da semana que vem.

Cuidará de... projetos sociais.

Grandiosa

Ricardo Ohtake embarca hoje para Buenos Aires para o vernissage da exposição que exibe 75 obras de Louise Bourgeois na Fundación Proa. Motivo? Foi do Instituto Tomie Ohtake a iniciativa de trazer a mostra para a América do Sul.

A coleção, a maior da artista por essas bandas, chega em junho a SP.

Na frente

Lilia Schwarcz e Rappin" Hood pilotam bate-papo sobre racismo e futebol. Amanhã, no Museu do Futebol.

Jaime Spitzcovsky palestra sobre cenário internacional na Fundação Ema Klabin. Segunda.

Raquel Pacheco, a Bruna Surfistinha, autografa três livros na Livraria da Vila da Alameda Lorena. Hoje.

Stella Damaris canta clássicos de Elis Regina hoje no Ponto do Livro, em Pinheiros.

A Mercearia do Conde realiza, amanhã, contação de histórias para crianças no novo espaço da casa: Reservado do Conde.

Interinos: Débora Bergamasco, João Luiz Vieira, Marilia Neustein e Paula Bonelli.

Colaboração

Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado.com.br

João Luiz Vieira joao.vieira@grupoestado.com.br

Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.br

Paula Bonelli paula.bonelli@grupoestado.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.