Direto da Fonte

Coisa estranha

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2011 | 00h00

Na esteira da confusão do Panamericano, o Banco Central avança. Pediu, oficialmente, a pelo menos um banco, dados inéditos: quer a identificação de credores que devem a partir de... R$ 100. Esta obrigação hoje é de R$ 5 mil. O objetivo é conhecer o endividamento de pessoas físicas.

Mais fácil mandar a lista inteira dos correntistas.

Criatura e criador

A Venice, concessionária parceira da Fiat há 44 anos, decidiu processar a montadora. Não gostou da forma como a empresa divulgou que sua concessão não seria renovada.

"Em lugar de mandarem ofício, publicaram nota nos jornais esclarecendo que não renovariam em respeito ao consumidor. Isso destrói a marca", explica Flávio D"Urso.

A Fiat afirma que seus procedimentos são estritamente pautados na observância da lei da lealdade contratual.

Tudo ou nada

O desembargador José Olegário Monção Caldas tem sobre a mesa um recurso impetrado pelo Grupo Odebrecht pedindo anulação da arbitragem marcada para dia 23.

Uma tentativa legal para tentar solucionar a briga entre a Kieppe ( controladora do Grupo) e Graal (empresa representante da família Gradin).

Indicando que a Odebrecht prefere enfrentar uma briga judicial a uma solução arbitral.

A conferir

Duda Mendonça, que fez a campanha do Paulo Skaf, está com um pé dentro da Fiesp.

Pelo que se apurou, começa acabando com a Revista da Indústria e reforçando a comunicação eletrônica.

A, B, C, D

Ronaldo tem avisado a amigos: quer passar o ano que vem estudando em Londres.

Mais precisamente, em curso de marketing esportivo.

De grão em grão

Depois de liberar Abrolhos para exploração de petróleo, o governo manda a primeira lancha para proteger a área. Enviada pelo Ministério da Pesca, acaba de entrar em operação. No total serão três, a custo de R$ 1,3 milhão cada, para combater a pesca irregular e proteger as unidades de conservação.

Nada, perto do estrago que a liberação deve provocar.

Direto do Oriente

Amós Oz, escritor e pacifista israelense, teme que os conflitos no Egito abalem o acordo de paz entre o país e Israel. "Está claro que a era de Mubarak está chegando ao fim. A dúvida é que tipo de governo assumirá", racionalizou o escritor em conversa com a repórter Marilia Neustein, em Tel-Aviv.

"Parte dos manifestantes quer um governo democrático e eu simpatizo muito com esta causa. Mas outra parcela deseja um poder islâmico e isso seria péssimo. Um governo religioso radical será muito perigoso", alertou.

Apertadinho

Briga por espaço físico na Câmara dos Deputados. A bancada do PT, que cresceu em número de parlamentares, reivindica metros das salas do DEM, que encolheu na Casa.

On-line

Fernando Grostein e Fernando Menocci, da Spray Filmes, montaram três projetos para a SPFW. Sobre cultura de moda, modelos e o futuro das temporadas de desfiles.

Gôndola eletrônica

Para tornar sua proposta mais atraente na briga pelos direitos do Brasileirão, a Record oferecerá um extra: espaço na Record News para venda de produtos dos clubes.

Direto da SPFW

"Você tem um convitinho aí?" foi a frase mais ouvida pelos corredores da Bienal durante os últimos dias da SPFW. Vinha de quem conseguiu entrar no prédio, mas não nas salas de desfiles. Concorreu de perto com "De onde é esse casaco? E esse sapato? E esse vestido?" ou "Posso tirar uma foto?". O comentário geral, entre fashionistas, é que essa edição foi a mais classe C de todas. Sem contar a histeria diante de astros de Hollywood.

No último dia de evento, anteontem, dois pequenos incidentes também chamaram a atenção: uma modelo escorregou na passarela encharcada da Cavalera, e mais um manifesto contra o uso de peles na moda, com direito a distribuição de panfleto ilustrado com sangue animal.

Também notado que as disputadas filas A de alguns desfiles tiveram assentos preenchidos por quem estava no alto da arquibancada, lugar de desprestígio. Motivo? Desinteresse ou cansaço de quem está no Ibirapuera desde sexta.

Já a apresentação de Gloria Coelho no Shopping Iguatemi, durante o horário do almoço, lotou. E mesmo com o atraso de mais de uma hora, a estilista foi aplaudida de pé.

JOÃO LUIZ VIEIRA

Na frente

Carla Vidal é a única brasileira no Annual Meeting of American Academy of Dermatology. Em New Orleans.

Paola Robba, com o perdão do trocadilho, foi roubada na SPFW. A estilista distraiu-se num backstage de desfile e ficou sem a coleção de cinco esmaltes, alicate, lixa e pinça. Ganhou outro kit da Impala.

Sabrina Sato arma festão para comemorar seus 30 anos. Nas picapes, Zé Pedro. Hoje, no Nacional Club.

Marina Silva e Maurício de Sousa dividiram mesa anteontem no Dui, de Bel Coelho. O menu? O instituto que leva o nome da ex-senadora. E por causa das restrições alimentares de Marina - alérgica a vários produtos -, a chef preparou jantar especial: salada verde com tomate pera de entrada e robalo grelhado com minilegumes. E só.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.