Direto da Fonte

Tiro certo

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2011 | 00h00

Corre em Brasília que a Funcef e a Petros, dois dos maiores fundos de pensão do País, passaram a deter 25% do capital da Abril Educacional.

As entidades são as principais acionistas dos fundos de investimentos BR Educacional e BR Governança. Aplicaram na empresa, respectivamente, R$ 106,3 milhões e R$ 120 milhões.

Nome próprio

O aumento de cirurgias de sexo disponibilizadas no SUS está ecoando na Justiça. Agora com mais acesso, transexuais de baixa renda têm procurado a Defensoria Pública para também trocar de nome.

Nesta semana mesmo chegou lá um caso considerado mais raro: o de uma mulher que reivindica nome masculino.

Leite A

Alckmin decidiu fortalecer a Secretaria de Desenvolvimento Social e seu comandante, Paulo Barbosa. Transferiu para a pasta os programas Viva Leite e Bom Prato.

Da cota de Gabriel Chalita, Barbosa é pré-candidato a prefeito de Santos.

Coppertone

Kassab não se arriscou a colocar roupa de banho, mas foi conhecer, domingo, a nova piscina do Jockey Club de SP. Ficou por lá uma hora e meia.

Aliás, o clima político tomou conta do clube. Em março, Eduardo Rocha Azevedo e Mário Gimenes disputam a presidência - candidatos da oposição e da situação.[17 E 18/12]

Tortura chinesa

As obras de expansão do Hospital Albert Einstein têm tirado o sono de pacientes internados no prédio ao lado da construção. Reclamam que o bate-estaca no bloco E, que está em construção, começa às 7h e o barulho é intenso.

À coluna, a direção do hospital lamenta os transtornos e diz que continuará realizando todos os esforços possíveis para minimizá-los.

As obras desta construção serão concluídas em fevereiro.

Por um fio

Dino Altmann, diretor médico do GP Brasil, discutirá esta semana na reunião anual da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) mudança na presilha do capacete dos pilotos. Hoje, elas são difíceis de desatar durante emergências. A comissão médica da federação deve votar se pedirá a adequação dos fabricantes.

Madeeeeira...

Por apenas cinco metros, uma árvore não caiu anteontem em cima de quatro corredores que treinavam no Parque do Ibirapuera. O acidente aconteceu entre o Museu Afro e o Planetário.

Nos céus

A trilogia Olimpo em Guerra, de Kate O"Hearn, teve direitos de publicação comprados pela LeYa Brasil. A obra mescla mitologia grega e aventura, na batalha que definirá o destino de toda a humanidade.

O primeiro volume chegará às livrarias no mês que vem, com lançamento mundial simultâneo.

Na tela

Quem não viu a exposição de Marina Abramovic tem mais uma chance. A artista disponibilizou no site da Luciana Brito Galeria visita guiada pela mostra explicando cada uma de suas obras.

Nos bastidores

Cássio Reis voltará a pisar na Bienal, mas não como modelo. Participará do especial da GNT sobre a SPFW. "Passarela todo mundo faz. Quero mostrar o lado oculto do evento", adianta.

Corrida

Romero Britto se engajou no projeto que celebra os 40 anos da primeira vitória de Emerson Fittipaldi na F1. Finaliza série sobre o piloto.

De olhos bem abertos

Miguel Giannini conhece as dificuldades dos políticos brasileiros de enxergar como ninguém. Ele faz os óculos de toda a turma que frequenta Brasília, de FHC a Lula. Chega a modelos ideais depois de muito olho no olho com seus clientes badalados. Não é à toa que coleciona apelidos como "Kamura das vistas" ou "Jatene dos olhos". Giannini contou à coluna quais são os estilos e as limitações oculares dos nossos representantes.

Pode-se dizer que os políticos têm um estilo comum?

Não. Se preocupam com credibilidade, mas estilo cada um tem o seu. Para o José Aníbal, por exemplo, fiz uma releitura dos anos 70. É como se os óculos dissessem: "Olha, eu estou aqui, estou presente, no cenário". Ficou bárbaro. Já para o Aloysio Nunes Ferreira criei modelo para o olhinho ficar com transparência total.

Dilma não enxerga bem?

Ela não enxerga bem de perto. Fiz os óculos da Dilma antes da campanha, mas o João Santana fez ela usar lente por praticidade e por causa da imagem.

Quem tem grau elevado?

O Alckmin tem 4 ou 5 graus de miopia. Recentemente eu mudei os óculos do governador com a ajuda da Dona Lu. É um modelo superdiscreto de tom chumbinho. Só amenizei a presença do acessório porque todos associam a imagem do Alckmin ao uso de óculos. Não podemos sumir com ele de repente, né?

E qual é o estilo do FHC?

Muito conservador. Usa armação cor da pele. Atento a tudo, o olhão não perde um detalhe. Estou tentando convencê-lo a mudar o visual. Durante todos esses anos os óculos dele pisaram na mesma região do nariz e isso limita a oxigenação, faz marquinhas no tecido.

Qual é o problema do Lula?

É a vista cansada. O segredo do Lula é que ele tem base nasal mais larga. Precisava de modelo sem plaquetas. Antes os óculos ficavam acima das sobrancelhas, fiz um ovalzinho muito simpático que não fica jogado no nariz só para os momentos de leitura.

O Lula é o mais narigudo?

É uma ala de nariz mais larga, tem uma base baixa meio asiática. Isso que fazia com que os óculos não dessem conforto.

Quanto sai um modelo seu?

De R$ 300 a R$ 5 mil.

/PAULA BONELLI

Na frente

A Cia. Mariana Muniz estreia o espetáculo de dança Penetráveis, inspirado no trabalho de Hélio Oiticica. Dia 5, no Parque da Juventude.

A exposição Miragens, sobre o Islã, abre dia 9. No Instituto Tomie Ohtake.

Elba Ramalho faz show de seu novo CD, Marco Zero. Dia 3, no Sesc Vila Mariana.

Márcio Ferraz comanda o curso de estreia da Escola de Redatores, que está com inscrições abertas. No Teatro Grão do Centro da Terra, em Perdizes. O padrinho da turma inaugural é Sérgio Graciotti. As aulas começam em março.

A mostra coletiva Artistas de Alagoas, com curadoria de Edna Matosinho de Pontes, começa dia 3. Na Galeria Pontes.

Oswaldo Montenegro apresenta seu mais recente trabalho, Canções de Amor. No Tom Jazz, a partir do dia 11.

Interinos: Débora Bergamasco, João Luiz Vieira, Marilia Neustein e Paula Bonelli.

Colaboração

Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado.com.br

João Luiz Vieira joao.vieira@grupoestado.com.br

Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.br

Paula Bonelli paula.bonelli@grupoestado.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.