Direto da Fonte

Colher de chá

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2010 | 00h00

Lula vai passar a faixa presidencial para Dilma no dia 1º mas não deve entregar as chaves do Palácio da Alvorada. A previsão é que ele desocupe de vez a residência oficial em cerca de um mês.

Isso por conta da indefinição quanto ao seu instituto e ao seus inúmeros pertences ainda sem destino certo. Enquanto isso, Dilma deve ficar mais um tempo na Granja do Torto.

Em casa

Sarah Nicole Lowry e David MC Laughlin - turistas americanos queimados na explosão de um bueiro da Light no Rio - não estão mais no Brasil. O pesquisador passa bem e sua mulher, que teve 80% do corpo queimado, faz tratamento em um hospital de Ohio.

Haverá indenização? Indagada, a cia. se limita a explicar que "adotou todas as medidas necessárias". Seja lá o que isso for.

Jogo de cintura

Em Genebra espera-se boa performance de Antonio Patriota na Rodada Doha, no mês que vem. Diplomatas da OMC acreditam que sua presença ajudará no acordo batalhado pelo G20.

Há dez anos, quando começaram as discussões sobre queda das barreiras comerciais, o futuro titular do Itamaraty desfrutava de trânsito privilegiado entre representantes dos EUA, Índia e China, três países-chaves na costura de um pacto definitivo.

Bodyguard

O guarda-costas que acompanha a princesa Caroline de Mônaco em sua estada no Brasil é velho conhecido das cariocas. O fortão já veio zelar por Charlotte Casiraghi, namorada do meio brasileiro meio inglês Alex Dellal. E por onde passa arranca suspiros.

Endereço verde

Depois do Ano Novo em Santos na casa dos sogros, Marina Silva voltará em pleno janeiro para Brasília. Está de mudança do seu apartamento funcional para uma casa no Lago Norte, que encontrou com ajuda de amigos.

Endereço verde 2

Aliás, o destino dos seus assessores mais próximos já está certo: Bazileu Alves ficará em São Paulo no Instituto Democracia e Sustentabilidade. Já Carlos Vicente e Jane Villas Boas, no Instituto Marina Silva em Brasília.

Tô tranquilo

Alckmin não quer saber de festa. Promete rápida e franciscana cerimônia de posse, depois viaja a Brasília onde assiste a transmissão de faixa para Dilma. Volta em seguida, sem pisar nos festejos da Esplanada.

Apegado

No último café com os jornalistas, segunda, Lula além de quebrar o protocolo permitindo gravações fez questão de usar gravata do centenário do Corinthians. O adereço de listras brancas e pretas foi um presente do clube.

Retrato em P&B

Maria Rita tem projeto de show só com músicas de sua mãe, Elis Regina. O problema é que a cantora ainda se emociona com imagens e ao ouvir as canções da mãe.

Picadinho

Mia Couto está mergulhado em novo romance. A história é daquelas. Baseia-se na tragédia que ocorreu há dois anos e chocou o mundo: 26 pessoas devoradas por leões em Moçambique.

Memória

Andrea Matarazzo e Celso Lafer, da Fapesp, fecharam acordo para a conservação do Patrimônio Histórico do Estado. Nas áreas de pesquisa e preservação.

Um rosto bonito e a cabeça no lugar

Carol Trentini mora em NY e deu rasante em SP na semana passada para posar para campanha de empresa de móveis e decoração. Enquanto se maquiava e tomava chimarrão, contou à coluna o que faz quando não está na labuta: "Sou canceriana. Adoro ficar em casa".

Como se destacar em meio a outras modelos também lindas?Ser modelo é mais do que rosto bonito. É ter a cabeça no lugar. Quem é profissional e gosta do que faz, se destaca.

O mercado é muito competitivo?

Sim, mas tem se ampliado.

Qual foi a coisa mais cara que comprou com seu dinheiro?

Um apartamento em NY.

Aplica em imóveis?

Sim. Tenho apê em SP, outro no Sul. Também comprei uma casa para minha mãe e uma de praia em Estaleiro (SC).

"Mentiram que eu menti"

O Wikileaks revelou anteontem telegramas da embaixada dos EUA em Brasília reconhecendo erro ao conceder visto americano a Paulo de Tarso Venceslau, há um ano, mas recomendando a manutenção do documento para não haver desgaste junto à opinião pública. O ex-guerrilheiro, que participou do sequestro do embaixador americano Charles Elbrick em 1969, contou à coluna que seu visto foi, sim, cancelado.

Ficou surpreso com vazamento do Wikileaks envolvendo seu nome?

Soube hoje (ontem) pelos jornais. A maior surpresa foi saber que recomendaram manter meu visto mas que, mesmo assim, isso não foi cumprido.

Como foi o cancelamento?

Depois de muitas tentativas, há dois anos passei pela entrevista e fui aprovado. Avisaram que eu receberia meu passaporte pelo correio. Aí, pensei: "Aconteceu!". Vai ver a Era Obama fosse mesmo de abertura... Só que, quando descobriram que eu era eu, em vez do passaporte, veio uma carta do Consulado dos EUA em SP pedindo que fosse até lá. Fizeram firula e disseram: "Olha, seu visto não foi concedido porque o senhor mentiu na pergunta sobre se já havia sido preso e processado". É mentira que eu menti. Fui anistiado. Quem olhar minha folha corrida vai ver que não consta nada. Aí o encarregado falou que pela legislação americana eu menti, sim. Sou cidadão brasileiro, regido pelas leis do meu País, nem conheço as leis americanas. Após outras idas ao consulado, devolveram meu passaporte com um "cancelado" em cima do visto.

Há 40 anos imaginou que um dia iria querer fazer turismo lá?

Vivíamos uma era radicalizada, nunca pensei em visitar os EUA. Hoje tenho vontade de ver alguns lugares. Queria ir num festival de jazz em Chicago. /DÉBORA BERGAMASCO

Colaboração

Débora Bergamasco debora.bergamasco@grupoestado.com.br

Gilberto de Almeida gilberto.almeida@grupoestado.com.br

Marilia Neustein marilia.neustein@grupoestado.com.br

Paula Bonelli paula.bonelli@grupoestado.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.