Direto da Fonte

Bola dividida

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2010 | 00h00

O Ministério Público, que apura supostas irregularidades na doação do terreno do Estádio do Morumbi, na década de 50 ao SPFC, quer mais. Pede agora ao Departamento de Patrimônio Histórico documentos atualizados do imóvel.

Os que foram enviados anteriormente pela Prefeitura ao MPE não batem com a atual construção. O inquérito é conduzido por Raul de Godoy.

Bom exemplo

A renúncia do prefeito de São Lourenço da Serra, Capitão Lener do Nascimento, anteontem, foi aplaudida por empresários paulistanos de peso que têm propriedade lá. Atribuem o gesto à ação persistente de Fernando Seme Amed, presidente da Câmara.

Foram 14 meses de denúncias até que a situação ficou insustentável. "Mandamos fatos ao Ministério Público, que verificou coisas como contratos de transporte escolar e saúde sem licitação. Além de casos de nepotismo", contou Amed à coluna ontem.

40 graus

O caos no Rio chegou às principais ONGs que combatem o conflito nos morros. Anteontem, duas balas atingiram a sede da CUFA - fundada por Celso Athayde e MV Bill -, no morro do Alemão.

Já o AfroReggae, cujo prédio é em Vigário Geral, teve que cancelar o prêmio Orilaxé, que conta com apoio da Natura. A organização repensa novo local e data para o evento que aconteceria terça-feira.

O mundo roda

Se André Esteves avançar no seu propósito de comprar parte ou o todo do Panamericano, estará resgatando um dos motivos pelo qual se desentendeu com Luiz Cesar Fernandes, fundador do Pactual.

Fernandes queria que o banco se transformasse em uma instituição de varejo. Esteves foi contra.

Ibope alvinegro

A TV Corinthians já tem data de estreia: 5 de janeiro. Começa com a transmissão do primeiro jogo do Timão na Copa São Paulo de Juniores.

Ataque ligeiro

Ronaldo e Marcus Buaiz, que vão semanalmente à Ogilvy planejar a nova empresa, Nine, foram esta semana acompanhados por... Kaká. O novo negócio prestará serviços a jogadores e eventos esportivos.

Chip acelerado

Eike Batista não sossega. Negocia, discretamente com a GE e o BNDES, a implantação de uma fábrica de chips em Porto do Açu, no Rio. Se o modelo tripartite andar, terá conseguido colocar de pé um sonho de décadas.

Depois de uma série de tentativas de outros empresários, todas fracassadas, o Brasil teria sua primeira unidade do produto.

Na vizinhança

Geraldo Alckmin foi visto esta semana saindo em um Vectra preto da casa de Paulo Maluf. Negociação com o PP?

The doors

Por questões de segurança, prédios de Higienópolis estão adaptando seus portões automáticos de carros. Problema: muitos abrem para fora, atingindo pedestres na calçada.

Regime Corleone

Francis Ford Coppola desembarca, segunda, na Pauliceia. Chega com a mulher, Eleanor, em clima ultralight: exigiu alimentação leve. Com exceção, claro, da caipirinha, que faz questão de provar.

Bye, bye

A família de Louise Bourgeois pediu e Denise Stoklos precisará devolver o cenário de Louise Bourgeois: Faço, Desfaço, Refaço. "Com a morte da Louise, os parentes estão inventariando tudo. Inclusive a nossa cenografia, criada e executada pela própria", explica Denise. A peça fica em cartaz no Centro Cultural São Paulo até domingo antes de voltar para NY.

Na frente

O livro 50 Anos em Seis - Brasília, Prosa e Poesia tem noite de lançamento sábado. Na Livraria da Vila da Fradique.

Ana Cury arma, segunda, a 3ª edição do Cine Fashion Day. No Cinemark do Cidade Jardim.

A Sociedade Brasileira de Psicanálise comemora, com palestras, o centenário de nascimento de Virgínia Leone Bicudo. Amanhã, em sua sede.

Felipe Branco Cruz autografa Vida e Palco Cecilia Kerche. Segunda, no Studio 3.

A Tiffany Holiday Celebration, ação social da joalheria e do Shopping Iguatemi, é hoje e amanhã. Em prol da Unicef.

Acontece, domingo, nova edição dos Cantores do Bem. Pilotado por Silvio Bentes, em prol da Aquarela, que atende jovens de baixa renda. Cantam, entre outros, Betina Samaia Ferreira, Lygia Pereira e Silvana Tinelli. Novidade do ano: o show dançante com apoio da Anacã Corpo e Movimento. Convites a R$ 200, no Trivento.

Mesmo não sendo parecidas, Miriam Belchior foi confundida com Helena Chagas, anteontem, no gabinete de transição. Até parabéns a assessora ganhou no lugar da futura ministra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.