Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

02 de setembro de 2010 | 00h00

A Infraero bateu o martelo: pretende contratar, via licitação, administradoras de grandes shoppings centers para cuidar das novas áreas comerciais dos aeroportos brasileiros. "Hoje não há uma uniformidade, cada contrato é muito diferente do outro", explica Murilo Barboza.

Vai dar gritaria.

Sol e chuva

Aliás, a estatal abre dia 9 licitação para a construção de um novo terminal de cargas em Cumbica. Valor? R$ 27,5 milhões.

Haja saúde

Depois de ter feito um acordo com uma das empresas da Amil, por meio de troca de ações, a Dasa poderá ser comprada. Por quem? Pela própria Amil, de Edson Godoy Bueno, que recentemente adquiriu a Medial.

A Bradesco Seguros, pelo jeito, terá que procurar outra transfusão de sangue.

You too

Bono desembarca no Brasil com sua turnê 360º, em março ou abril do ano que vem.

Mistério da fé

Um mistério a menos. O deputado Campos Machado, que chegou a omitir na declaração de bens ao TRE ser sócio de um escritório de advocacia, sempre foi discreto sobre seus clientes. Matando a curiosidade: defende a Igreja Mundial do Poder de Deus no processo que lacrou a sede da instituição.

A pedidos?

Foi a Odebrecht que montou a estrutura financeira do estádio do Corinthians, viabilizando o negócio. Empreiteira e time vão criar, juntos, uma empresa específica para contratar a linha de crédito de até R$ 400 milhões, oferecida pelo BNDES, para todas as arenas que serão construídas rumo à Copa de 2014.

Por que o Timão não se endivida sozinho? Os clubes brasileiros têm dificuldades de obter crédito visto que são agremiações esportivas e têm problemas com o Fisco.

Recompensa?

Como a empreiteira terá retorno? Conforme antecipado ontem pela coluna, poderá vender o direito de uso do nome e outras rendas geradas no estádio. Esta equação será colocada no papel e submetida ao conselho do clube em reunião prevista para 9 de setembro.

Metrô neles

Lula também tentou anteontem agradar os são-paulinos.

Desceu de helicóptero no gramado do Morumbi pela manhã e contou para Juvenal Juvêncio que anunciaria investimento de R$ 1,5 bilhão na linha 17 do Metrô. Que terá estação na porta do estádio do tricolor.

Invasão

A Lei Eleitoral é clara. Proíbe propaganda em área verde pública. Mesmo assim, mais de 30 cavaletes ocupavam o gramado da Praça Charles Muller, em frente ao Estádio do Pacaembu, na tarde de anteontem.

Nomes dos candidatos? Aloysio Nunes Ferreira, Gabriel Chalita e Rodrigo Garcia.

Na frente

O setor industrial está de olho na reunião que Miguel Jorge faz hoje, em Brasília, com Reginaldo Arcuri, da ABDI. Por causa do R$ 1,8 bilhão que o BNDES promete para inovação.

Ricardo Teixeira participa de almoço de JoãoDoria Jr., dia 29 de novembro, em São Paulo.

Confirmou presença na plateia do show de Ivete Sangalo, no Madison Square Garden, o chefe da crítica musical do The New York Times, Jon Pareles. Sábado.

O Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos começa hoje, no Sesc Santos.

O leilão de Ivan Zurita acontece dia 10. Na Fazenda Santa Cruz.

Alex dos Santos abre exposição individual, hoje, na Galeria Pontes.

Hebe tirou o feriadão para colocar a agenda em dia. Até seu programa do dia 6 foi gravado.

Os CEUs receberão obras de arte internacionais que serão expostas na Bienal.

Silvana Tinelli, Buby Leonetti, Andrea Matarazzo, Claudio Bardella e Carlo Gancia são alguns dos empresários empenhados na revitalização do Circolo Italiano.

Notícia velha

Roberto Carlos deixou escapar, anteontem à noite, pouco antes de entrar no Hair Fashion Show, no Unique, sobre quando tomou conhecimento de que o novo estádio do Corinthians estaria dentro da Copa. "O Andrés Sanchez me contou há três semanas e eu lhe dei os parabéns. Ele é um grande dirigente", elogiou, mostrando uma faceta discreta, já que a notícia não vazou antes da hora. Entre globais e tops, o jogador do Timão conversou com a coluna:

Te convidaram por que você é careca?

Vim prestigiar. O menino que me convidou deve ser corintiano (risos). Mas eu gosto de moda. Já desfilei. Tenho loja de roupas, estou aprendendo bastante sobre esse assunto.

É bom ter um presidente do País corintiano?

Demais. Sempre que Lula pode, passa pelo vestiário. A última vez foi durante a Libertadores, quando o time estava precisando de uma força.

A pressão fica maior?

Claro que não.

E você já sabe em quem vai votar para presidente?

Ainda estou pensando.

Pensa em votar no Marcelinho Carioca para deputado?

Não sei. Vou votar no Vampeta.

Por quê?

Ele é amigo nosso. Será bom para o Vampeta. Uma experiência nova na vida dele.

E vai ser bom para o povo?

O povo gosta do Vampeta.

Quais são as qualidades ele tem para ser político?

Entende muito de política. No jantar na casa de Ronaldo (em torno de José Serra) tudo que ele falava era realidade.

Enquanto isso, no camarim, com seus caracóis sendo preparados a quatro mãos, de cara fechada, Leandra Leal disfarçava: "Estou achando suuuuper divertido".

A top Michelli Provensi esperava sua vez de exibir o penteado - um coque gigante e pesado. "Pareço uma formiga saúva", dizia.

Febre entre as convidadas, adereço no cabelo. De todos os tipos: flor branca gigante, rosinha discreta, de penas pretas e até bolinhas douradas nipônicas.

Bruno Gagliasso desfilou feliz com Leandra e Gabriela Duarte, suas esposas em Passione. Questionado no quesito "simpatia", perdeu a pose: "Tem que ser assim, se não, ó, tof tof" - fez aquele famoso gesto, com a palma da mão aberta batendo sobre a outra fechada.

PAULA BONELLI

N

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.