Direto da fonte

Novo ninho

Sonia Racy, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2010 | 00h00

Novo destino para o disputadíssimo terreno de 23,7 mil metros quadrados que fica na Rua Augusta com a Rua Caio Prado, Centro de SP. O local, onde será construído um parque, agora dividirá espaço com uma escola municipal, a Emei Patrícia Galvão.

O colégio ocupa hoje o antigo prédio onde funcionou o Hotel Ca"d"Oro, desde que foi retirado da Praça Roosevelt.

Didático

Durante jantar no apê de Neca Setubal, anteontem, para que convidados conhecessem Ricardo Young, do PV, que estreia na política, o candidato ao Senado ensinou como ajudar.

"A maior parte das pessoas não sabe que pode votar em dois senadores. Portanto, peçam o voto para mim perguntando: você já definiu seus dois candidatos ao Senado? Caso contrário, eu posso resolver 50% do seu problema. Aí, entreguem meu santinho."

A "aula" terminou com risos e aplausos da plateia formada por empresários, educadores e assistentes sociais.

Bateram asas?

Ana Maria Ernica, diretora do Bancoop, foi ontem à CPI para importante depoimento. Deu de cara com a falta de quórum... do próprio PSDB, autor do pedido da comissão parlamentar. Presentes dois deputados do PT e só um tucano.

Eram necessários no mínimo cinco parlamentares.

Meu tesouro

Luiz Carlos Barreto ataca de cartola. Circula por São Paulo atrás de vaga para seu neto Felipe Adão - filho do atacante Claudio Adão - em um time paulista. Barretão sonha em vê-lo com a camisa do Santos ou do Palmeiras.

O menino, por enquanto, joga em uma equipe na Suíça.

Ai que Eike

Eike Batista, que arrematou quase tudo oferecido no leilão organizado por Wanderley Nunes (ver ao lado), provocou a irritação de José Carlos Semenzato, da Microlins. Declarou publicamente não estar ali para fazer apologia ao capitalismo e, sim, para ajudar na alfabetização das crianças de Paraisópolis.

Ao que o tycoon carioca reagiu: "Empresário tem que se coçar e fazer as coisas, olhar ao seu redor. A maioria eu não respeito", afirmou à coluna.

Eike 2

O senhor será tão generoso nas campanhas quanto agora? "Aqui estou sendo muito mais." Quanto pretende dar? "R$ 1 milhão ao PT e R$ 1 milhão para o PSDB". E encerrou a conversa sobre política.

Eike 3

Ao lado de Dona Marisa a noite toda, Eike provou que sua intenção de ser o homem mais generoso do mundo é mesmo séria. Além da magnitude dos lances, anunciou ao microfone: "Dobro o total arrecadado ". Isto é, a renda beneficente de R$ 2 milhões passou para R$ 4 milhões.

Água e vinho

São totalmente diferentes em estilo, temperatura e pressão os três candidatos à Vice-Presidência. Em debate ontem no Estado, o jovem Indio da Costa apareceu sem terno. Guilherme Leal, acostumado a lidar com os povos da floresta na Natura, de figurino clássico. Bem como Michel Temer que não traiu sua origem evocando um ..."data vênia".

Na frente

Alessandra Campiglia recebe em sua casa hoje convidados para trunk show do estilista Marcelo Quadros. No Morumbi.

Aparecida Helena Leme e Lucia Milan abriram banca de flores no Pão de Açúcar do Shopping Iguatemi.

Estudo sobre o Imedeen em mulheres entre 35 e 60 anos será apresentado hoje no Espaço Manioca.

Sandra e Sérgio Habib oferecem jantar da Aston Martin Brasil. Hoje, na Fundação Oscar Americano.

Novidade no Zoológico de São Paulo: o tamanduá-mirim. Muito frágil e de difícil procriação, a espécie do cerrado nunca foi exposta ao público. Vai aguentar?

Ecos do leilão

D. Marisa Letícia chegou ao leilão anteontem de braços dados com Wanderley Nunes, depois de acompanhá-lo ao enterro do pai dele horas antes. Estava animada com Dilma: "Vamos levar no primeiro turno", disse a primeira- dama antes de sentar-se à mesa onde estavam Eike, familiares de Nunes, Roberto D"Avila e Alessandro Corona, empresário italiano.

Eike começou levando um kit de cozinha de R$100 mil. Atendendo ao apelo do cabeleireiro para a falta de lances, não parou mais, devolvendo, cada item arrematado, para ser leiloado novamente. Com exceção do relógio Rolex de ouro, doado por Fausto Silva.

Aflito com o ritmo do leilão, Wanderley subiu ao palco para uma rodada final de doações. "E você, Dona Marisa?", perguntou o hairstylist. "Não vai dar. Meu marido ganha bem pouquinho", brincou. Em seguida, o cabeleireiro esclareceu que a primeira-dama já contribui muito com seus contatos. Perguntada sobre o que fará depois das eleições, Dona Marisa tropeçou na resposta: "Temos ainda cinco anos de trabalho, ou melhor, cinco meses".

Peça da noite? O terno de Lula por R$500 mil: obviamente comprado por Eike. Detalhe curioso: poucos prestaram atenção ao vídeo sobre o trabalho da Escola do Povo que estava sendo exibido em duas TVs do Buddha Bar Daslu. PAULA BONELLI E MARILIA NEUSTEIN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.