Dilma vai às compras

Dilma deu um tapa na mesa.

VERISSIMO, O Estado de S. Paulo

15 de janeiro de 2012 | 03h11

- Não é possível. Até o iogurte está ruim!

Não era a primeira vez que a presidente explodia assim, no café da manhã. Ou era um mamão papaia passado. Ou era um croissant farelento. Ou a manteiga rançosa. Agora, o iogurte. Como era possível? Até o iogurte estragado!

- Joguem no lixo - ordenou Dilma. E perguntou: - Quem é o responsável pelo meu café da manhã?.

Chamaram o responsável pelo café da manhã.

- Olhe aqui, meu amigo - disse Dilma. - Eu já aguentei demais. Durante um ano, aguentei abacaxi fora de época. Pão duro. Ovo sem gosto. Bacon gordo. Aguentei tudo, sempre imaginando que no dia seguinte iria melhorar. Mas não melhorou. E hoje chegou ao cúmulo. O iogurte estava estragado. Iogurte já é leite estragado, se estragar mais fica intragável. É o estragado do estragado. E hoje conseguiram me dar até iogurte estragado.

- É que, é que...

- É que o quê? Fale homem!

- É que não sou eu que faço as compras, dona Dilma.

- Quem é, então?

- É um grupo.

- Um grupo?!

0 0 0

Era um grupo. Ou, como eles preferiam se chamar, uma aliança. Todas as manhãs, várias pessoas embarcavam em carros oficiais no Planalto e iam às compras. Cada uma levava a sua lista de compras. E cada uma tinha seu fornecedor favorito. O caso do mamão papaia era típico. Não compravam o mamão papaia mais bonito e melhor. Não interessava a qualidade do mamão papaia, interessava que o dono da fruteira era do mesmo partido, além de primo, de um membro do grupo - que não aceitava outro mamão papaia na mesa da presidente a não ser o do seu primo. E assim acontecia com o croissant, com o pão e a manteiga, com os ovos, com o bacon...

- E o iogurte? Por que o iogurte ficou ruim de repente?

0 0 0

A explicação era que o iogurte mudara, por assim dizer, de patrocinador. Passara a ser importado de uma cidadezinha no interior de Minas, onde o afilhado de um dos membros da aliança era candidato à prefeitura e precisava de apoio. A viagem do interior de Minas a Brasília era longa, o iogurte não vinha bem acondicionado, era natural que estragasse...

0 0 0

Dilma deu outro tapa na mesa . Aquilo tinha que acabar.

- Vou eu mesmo fazer as compras!

Mandou desfazer a tal aliança e no outro dia foi vista num supermercado enchendo o carrinho com produtos para o seu café da manhã, escolhidos com muito cuidado. Demorou-se no exame do mamão papaia, cheirando-o e apalpando-o até ficar satisfeita de que era o que queria. Comentou com quem a acompanhava que aquilo lhe dera uma ideia para a escolha - pessoal, sem ouvir palpite de ninguém - dos seus novos ministros, quando fizesse a reforma.

- Você vai cheirá-los e apalpá-los até ficar satisfeita?

- Metaforicamente, sim.

Tudo o que sabemos sobre:
Veríssimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.