Luiz Fabiano/Futurapress/Estadão
Luiz Fabiano/Futurapress/Estadão

Dilma e Campos se encontram no velório de Ariano Suassuna

Políticos e populares prestaram homenagem ao escritor

Angela Lacerda, O Estado de S. Paulo

24 de julho de 2014 | 16h24

RECIFE - A presidente Dilma Rousseff e o candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, encontraram-se no velório do escritor Ariano Suassuna, na tarde desta quinta-feira (24), no Recife. A petista chegou ao local às 14h20, acompanhada do governador da Bahia, Jaques Wagner(PT), do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, do senador Humberto Costa (PT) e de integrantes da chapa majoritária que vai disputar o governo de Pernambuco contra o candidato de Campos, Paulo Câmara (PSB). O PT apoia o senador Armando Monteiro Neto (PTB).

Dilma e Campos cumprimentaram-se com um aperto de mão tão logo a presidente chegou ao Palácio do Campo das Princesas, onde o corpo de Suassuna foi velado. Ainda durante a presença da presidente, populares que homenageavam Suassuna cantaram o hino do Bloco Lírico Carnavalesco Madeiras do Rosarinho, cujo refrão diz: "nós somos madeira de lei que cupim não rói".

Antes de sair, por volta das 15h, Dilma trocou algumas palavras com Campos e voltou para Brasília sem falar com a imprensa. O candidato do PSB tampouco falou com os jornalistas antes de seguir para o Cemitério Morada da Paz, que fica na cidade de Paulista, região metropolitana do Recife, onde o corpo do escritor será enterrado.

Tudo o que sabemos sobre:
Ariano SuassunaLiteratura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.