Dignidade e indecência

Sol e Saturno em conjunção; a Lua míngua no signo de Touro

Quiroga, O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2010 | 00h00

A consciência do próprio valor é o princípio da dignidade. É impossível a alma mentir a si mesma, ela pode formular distorcidos raciocínios para evitar a justa medida de sua dignidade ou indecência, mas o medo nos olhos trairá para sempre as palavras que dirá. Sem dignidade o humano é menos do que pode ser, seu brilho se apaga e, mesmo que se rodeie de opulência em algum momento, a indecência o esbofeteará, contaminando as pessoas que diz amar. Dignidade, princípios, elevação e nobreza, erra feio quem se convence de que essas abstrações são coisas do passado, de elites recalcitrantes. Dignidade é o que eleva a despeito da aparência. Indecência é o que produz decadência, independentemente do fausto ou glória aparente.

ÁRIES 21-3 a 20-4

O entusiasmo dos muitos não é garantia de sucesso, em alguns momentos a alma se vê na obrigação de contrariar a onda da maioria, sujeitando-se ao que a intuição lhe informa. Nem sempre

a maioria está com a razão.

TOURO 21-4 a 20-5

Seria impossível você se submeter aos comandos de qualquer pessoa, a não ser que encontrasse um interesse estratégico nisso. Porém, tampouco se pode estar com a bola toda o tempo inteiro. Encontre o equilíbrio.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Dê um passo além do entusiasmo, ingresse

no caminho em que só o esforço e persistência garantirão que as ideias abandonem o terreno da subjetividade e se transformem em projetos concretos que você possa compartilhar.

CÂNCER 21-6 a 21-7

Quando a alma vislumbra a possibilidade de embarcar numa aventura, logo se desfaz da zona de conforto e segurança onde se escondia, o entusiasmo fala mais forte. Por que buscar pelo em ovo?

É só seguir em frente!

LEÃO 22-7 a 22-8

Antes de seguir em frente passe a limpo seus próprios raciocínios, porque provavelmente você complica o que poderia ser simples e direto. É desnecessário seguir vias tortuosas quando se pode usar a estrada.

VIRGEM 23-8 a 22-9

Mudar é preciso! Ain-da que você tenha estabilizado suas opiniões durante muito tempo, nada garante que essas continuem trazendo os mesmos benefícios de outrora. Perceba o vento do destino soprando diferente.

LIBRA 23-9 a 22-10

As certezas são todas transitórias, mas servem para tomar decisões, ainda que a contragosto. É necessário tomar essas decisões, mas pense que, talvez, durem menos do que o esperado, já que tudo é transitório.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

As razões que você evoca para agir como pretende não são lógicas nem sensatas, baseiam-se em sensações e sinais que para a sua alma foram suficientes para confirmar as suspeitas. Na prática, isso criará problemas.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

O que for inevitável

será melhor enfrentar de uma vez e assim terminá-lo. Sua alma é absolutamente informada e esclarecida a respeito do que poderia ser inevitável, nada é uma charada, tudo está às claras.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

Nada se acertará por si só, as coisas precisam de intervenções duras, já que é muito o que está em jogo. Enfrente este momento com a devida solenidade, levando a sério os desdobramentos futuros.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Todas as informações você conhece, agora só resta o momento de você tomar a decisão e tornar concretas suas ideias. A partir desse instante, não se poderá voltar atrás, por isso a ansiedade aflora com total intensidade.

PEIXES 20-2 a 20-3

Siga em frente com a mente e emoção desapegadas do resultado. Esperar o que não poderia acontecer resultaria em desespero, tanto quanto não esperar o que acontecerá. Permita que a surpresa surja com glória e esplendor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.