Dicionário para ler Machado de Assis

"Outros leram da vida um capítulo, tu leste o livro inteiro." Com essas palavras, Carlos Drummond de Andrade louvou o talento de Machado de Assis, um dos maiores mestres da palavra em língua portuguesa. Desse rico universo de romances, contos e crônicas que tanto impressionava o poeta mineiro, surge Machado de A a X: Um Dicionário de Citações, reunindo aproximadamente 2.000 frases do Bruxo do Cosme Velho. Órfão desde criança, ele foi criado pela madrasta e logo deu sinais da gagueira e da epilepsia que o acompanharam por toda a vida. De tipógrafo aprendiz a primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, Machado de Assis percorreu uma longa trajetória.Resultado de pesquisa detalhada de Lucia Leite Ribeiro Prado Lopes, leitora machadiana por excelência, o livro abarca tópicos de "Abastança" a "Xadrez", e nos convida a mergulhar em pensamentos machadianos nas mais diversas áreas, desde o ato de escrever até a política. É possível, por exemplo, verificar a opinião do escritor sobre o uso de adjetivos - "Os adjetivos passam, e os substantivos ficam", máxima que vale perfeitamente para o seu estilo, principalmente após a publicação, em 1881, de Memórias Póstumas de Brás Cubas.A melhor avaliação do livro de Lucia Leite Ribeiro Prado Lopes é dada pelo próprio Machado, em 24 de fevereiro de 1895, em "A Semana", quando diz: "É preciso ler isto, não com os olhos, mas com a imaginação". Machado de A a X - Um Dicionário de Citações, de Lucia Leite Ribeiro Prado Lopes; ilustrações de Angelo Agostini. Editora 34, 320 págs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.