'Dias de improviso' em rio das ostras

Os Yellowjackets ficaram famosos no início dos anos 80, quando foram a banda de apoio do virtuoso guitarrista de blues e jazz Robben Ford. A palavra de ordem na época era a mistura e Ford e banda buscavam um som que usasse o funk e o R&B como estrutura para o vocabulário jazzístico. Mas o guitarrista deixou a banda antes de ela se tornar uma força do jazz, o que começou a acontecer a partir de 1986, com o lançamento de uma trinca de discos que resultaria em um Grammy, com Politics, de 1987. Em seu 30.º aniversário, marcado pelo disco Timeline, a banda se mostra mais afiada ao fazer seu funk virtuosístico. O baterista Will Kennedy, uma das digitais da banda, está de volta, e com Russell Ferrante (piano), Jimmy Haslip (baixo) e o excelente saxofonista Bob Mintzer tem feito apresentações que agradaram à revista americana Downbeat.

, O Estado de S.Paulo

18 Junho 2011 | 00h00

Semana que vem estarão no Brasil para duas apresentações no Rio das Ostras Jazz & Blues Festival, que ocorre de quarta-feira a domingo. A curadoria do festival não se arrisca em nomes ou sonoridades inovadoras. A ideia é proporcionar um Corpus Christi com jazz acessível para se ouvir à beira-mar. Mas isso não quer dizer que não haja opções interessantes. Quem não teve a oportunidade de assistir, ano passado, ao incensado cantor José James, poderá ver o sofisticado híbrido de jazz com hip hop que lhe garantiu status de "darling" do influente crítico britânico Gilles Peterson.

Na veia mais groove, menos virtuosismo, o festival trará os adorados Medeski Martin & Wood, que completam 20 anos de carreira este ano e arrancou elogios do New York Times com um show no Central Park na semana passada. O trio virá acompanhado do saxofonista Bill Evans, que, curiosamente, como o seu homônimo pianista, também foi colaborador de Miles Davis. Bill foi o braço direito do trompetista em alguns de seus discos dos anos 80. Quando saiu da banda, tocou com a Mahavishnu Orchestra e desde então é conhecido por atuar em diversas vertentes do jazz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.