Diane von Furstenberg fala sobre os 40 anos de sua marca

Criadora em constante movimento, ela foi considerada pela 'Forbes' a mulher mais poderosa da moda global

Entrevista com

Diane von Furstenberg

Jorge Grimberg, Especial para O Estado de S. Paulo

03 de agosto de 2014 | 07h00

Comemorando quarenta anos do lançamento do seu vestido wrap (ou vestido envelope, como ficou conhecido por aqui), Diane von Furstenberg não dá sinais de cansaço. Depois de uma exposição de sucesso em Los Angeles, que contou a história da sua marca – The Journey of a Dress – , a preparação de uma série para a TV e dois livros previstos ainda para esse ano, a mulher que em 2012 foi nomeada pela revista Forbes como a mais poderosa da moda global, fala com exclusividade ao Estado, diretamente de suas férias na França. 

Sei que você sente algo especial sobre as mulheres brasileiras. O que nossas mulheres têm que lhe parece interessante? 

As mulheres brasileiras têm uma alegria de viver única, elas amam seus corpos e têm confiança, o que é importante. E elas sabem usar cores e estampas. Isso é muito DVF! 

Quando você desenha roupas para as mulheres em todo o mundo, a nacionalidade importa no seu processo criativo? Você desenvolve coleções diferentes para mercados diversos? 

Fazemos algumas coleções especiais para determinados mercados e, claro, adaptamos o que é oferecido de acordo com o tempo e o comportamento de consumo, mas realmente nós tentamos ser fiéis a nós mesmos, o que sempre se traduz melhor dessa forma. 

Sua mensagem de poder às mulheres é muito forte. O feminismo ainda é uma questão? 

Claro que o feminismo ainda é uma questão, acredito que não há limites para o que você pode fazer quando o assunto é dar poder às mulheres. 

Quais são os seus planos de expansão para o Brasil? Quais são seus objetivos aqui? 

A DVF ama o Brasil! E nós definitivamente gostaríamos de expandir nossa presença no país no futuro. 

Sobre os seus projetos, o que vem adiante? 

Bem, agora estamos filmando uma série de documentários que entrarão na programação do (canal) E!, em novembro. A série chama House of DVF e é sobre dar poder às mulheres jovens, ensiná-las sobre o negócio da moda. No final da série, nós iremos escolher uma jovem de sorte para ser embaixadora da marca DVF. Nós também temos o lançamento da coleção de Outono/Inverno em agosto, uma coleção fabulosa chamada de Bohemian Wrapsody, e vou desfilar minha Primavera/Verão 2015, em setembro. Também tenho dois livros saindo no segundo semestre. O primeiro é um livro de memórias, chamado A Mulher Que eu Queria Ser, e o outro é um belo livro com todas as coisas do universo DVF, a versão impressa da exposição The Journey of a Dress, que foi lançada para o quadragésimo aniversário do wrap dress em janeiro. Por isso, é um momento muito emocionante para a DVF.

Tudo o que sabemos sobre:
ModaDiane von Furstenberg

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.