Deterioração da "Mona Lisa" preocupa o Louvre

A Mona Lisa corre perigo. A obra-prima de Leonardo da Vinci está se deteriorando, e o Museu do Louvre, que a tem em seu acervo, diz que a situação preocupa. Técnicos diagnosticaram que o suporte da obra, feito em madeira, apresenta uma significativa deformação desde sua última avaliação. Em comunicado emitido hoje, a instituição informa que já encomendou um estudo técnico "em profundidade" para descobrir o porquê da deterioração.Conforme o comunicado, a investigação foi encomendada ao Centro de Pesquisa e Restauro de Museus da França. Os trabalhos vão avaliar quais os materiais que compõem a obra e sua vulnerabilidade às condições climáticas. Para a multidão que diariamente se aglomera na sala onde a Mona Lisa está exposta, o Louvre avisa que o quadro continuará em exposição durante os testes.A Mona Lisa, que recém completou 500 anos, é provavelmente o retrato mais famoso do mundo. Traz a imagem de uma dama, sorrindo. Por quê, nunca houve consenso, e entre as hipóteses está a de que não se trata de um sorriso, mas de uma paralisia facial - interpretação descartada por historiadores da arte. Há até quem enxergue na Mona Lisa um auto-retrato do gênio italiano. O próprio Da Vinci nunca a teve entre seus quadros preferidos. Segundo um recente ensaio sobre o quadro (Mona Lisa, Editora Record, 364 páginas, em março nas livrarias), de Donald Sassoon, o mistério e o culto em torno do retrato datam do século 19.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.