Destaque de Curitiba estréia em SP

Na mais recente edição do Festival de Teatro de Curitiba, a peça Orpheu, O Guardador de Rebanhos, foi um dos destaques da mostra paralela, o Fringe. A montagem criada em São José do Rio Preto, sob direção conjunta de Jorge Vermelho e Wander Ferreira Junior, gira em torno da relação de Fernando Pessoa com seu heterônimo Alberto Caieiros e estréia hoje à noite no Centro Cultural São Paulo para uma curta temporada.O texto assinado por Vermelho a partir da obra de Pessoa tem como ponto de partida a noite do nascimento de Caieiros, vivido por Fabiano Amigucci. Vermelho interpreta Pessoa e há ainda a figura de uma tia-avó do poeta, que aparece de forma velada em cena, na interpretação de Marcelo Matos. "Na noite do primeiro sopro de vida Caieiros, ele escreveu de uma só vez O Guardador de Rebanhos. Pessoa ficou tão tomado por esse heterônimo que, em seguida, escreveu o poema Chuva Oblíqua, que leva sua assinatura pessoal. Ele precisava libertar-se de Caieiros", diz Vermelho.Um dos méritos da encenação reside no fato de ter sido criada sobre rigorosa pesquisa. No lugar de inventar, os artistas optaram por explorar dramaticamente um conflito a partir das anotações do poeta.

Agencia Estado,

31 de agosto de 2001 | 11h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.