Desfiles ecologicamente corretos marcam Fashion Rio nesta 3ª

Apresentação desta tarde foi bastante prestigiada: na primeira fila, as atrizes Mila Moreira, Izabel Filardis

Clarissa Thomé, de O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2008 | 19h38

A tarde desta terça-feira, 8, no Fashion Rio foi dos tecidos ecologicamente corretos. A baiana Luciana Galeão, que dividiu a passarela com a estilista Giulia Borges, no desfile Novos Estilistas, usou fibras produzidas a partir da polpa da madeira de árvores de reflorestamento. O tecido lembra sarja e seda. Já Katia Ferreira, da grife brasiliense Apoena, usou o moletom de Marles, feito com fibra de bambu e sarja acetinada Ypoa, da Vicunha, empresa que tem sistema de gestão ambiental.     Veja Também:  Galeria de fotos do Fashion Rio       Luciana Galeão, que se apresenta pela terceira vez no Fashion Rio, fez um belo desfile inspirado na África. Vestidos longos ou curtos vieram com a cintura marcada por mosaicos de couro. Os mosaicos também apareceram nas alças e golas dos vestidos. O inverno da estilista, que apostou nos grafismos e formas geométricas, é azul marinho, preto, branco e tem tons terrosos.   A também "Nova Estilista" Giulia Borges, capixaba que se estabeleceu no Rio, com uma loja aberta recentemente no Fashion Mall, abriu a tarde apresentando roupas com nervuras, pregas e laços. "A idéia é fazer um inverno tropical, sutilmente aristocrático", disse a estilista, que inspirou-se em Londres.   A Apoena também foi à Europa buscar o tema de seu desfile: os "lenços dos namorados" entregue pelas portuguesas aos amados que saiam para lutar em guerras. Kátia Ferreira aproveitou elementos desses lenços - ponto de cruz, patchwork, e até a escrita das namoradas - e os transportou para o tecido, com a ajuda de cooperativas de bordadeiras de Brasília. Nos vestidos, saias, coletes apareceram pontos de cruz gigantes, muitos laços, bordados.   A apresentação foi bastante prestigiada: na primeira fila, as atrizes Mila Moreira, Izabel Filardis, Ângela Vieira, a socialite Vera Loyola aplaudiram as bordadeiras de Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:
Fashion Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.