Desenhos de Frank Gehry, em nova coleção da Tiffany

Os projetos espetaculares do designer Frank Gehry ganham novo brilho e refinamento na nova coleção de jóias exclusiva desenvolvida para a casa Tiffany.São seis coleções de jóias bem diferentes das encontradas na ourivesaria tradicional, como as já conhecidas paredes de titânio curvadas em formas livres que dão forma ao Museu Guggenheim de Bilbao, na Espanha, e ao Auditório Walt Disney, em Los Angeles.A nova coleção lançada esta semana em Los Angeles e Nova York tem vários elementos que definem a obra do canadense de 72 anos."É a que mais gostei. Desenhar jóias é muito mais rápido que construir um edifício", reconheceu o arquiteto durante a apresentação de sua coleção em Los Angeles.As jóias são produto da colaboração entre a casa Tiffany e Gehry, que começou quando o arquiteto trabalhava no Auditório Walt Disney.A idéia de Gehry era reproduzir o edifício em miniatura como um broche de diamantes avaliado em US$ 1 milhão, cuja venda ajudaria no financiamento do auditório agora tão elogiado quanto criticado durante sua construção.A casa Tiffany não se interessou pela proposta turística e beneficente, mas gostou das formas revolucionárias que Gehry poderia trazer ao ramo da joalheria. Como resume Jon King, vice-presidente da empresa, cada uma das peças "captura o movimento e a espontaneidade de seus desenhos".Como na arquitetura, Gehry enfrentou o desafio da ourivesaria em equipe, com nove designers para ajudar a dar vida a suas idéias.E se o titânio fez brilhar a chuvosa Bilbao, além de revolucionar os materiais utilizados na construção de grandes obras, Gehry não se limitaria a trabalhar com as pedras e metais preciosos tradicionais.Entre suas jóias há de tudo: ouro negro, madeira de Pernambuco, diamantes brutos e pedras de Cocholong (pedras brancas russas) além de gemas, prata e outros materiais mais usados em joalheria.A mistura de formas e materiais incomuns é tão inesperada que Gehry também teve suas dúvidas quanto ao resultado. No entanto, ao ver as jóias sendo usadas, o designer ficou satisfeito.Se o Guggenheim de Bilbao colocou a cidade do norte da Espanha no mapa do turismo internacional, e o Auditório Walt Disney é um dos poucos pontos arquitetônicos de destaque de Los Angeles, a coleção de jóias de Gehry tem longa vida garantida.As estrelas presentes na festa, não satisfeitas em apenas comprar, já aproveitaram a ocasião para usar as jóias de Gehry. Um dos brincos da coleção "Fish" (Peixe) foi escolhido e logo colocado pelo ator Laurence Fishburne. Celebridades hollywoodianasNa festa de apresentação da coleção, na casa Tiffany de Los Angeles, faltou apenas a falecida atriz Audrey Hepburn, protagonista do clássico Bonequinha de Luxo, de Truman Capote. Quincy Jones, John Legend, Ellen Degeneres, Anjelica Huston e seu marido Robert Graham, William H. Macy e sua esposa, Felicity Huffman, foram alguns dos que assistiram e deixaram a apresentação com peças da nova coleção.Durante a primavera no hemisfério norte, entre março e junho, as jóias estarão à venda também em Londres e Tóquio, e no outono (entre setembro e dezembro) a coleção chegará às outras lojas Tiffany e ao catálogo da companhia na internet.É a primeira coleção de um artista novo que a casa Tiffany apresenta desde a contratação de Paloma Picasso em 1980.Os preços também são muito variados. Por US$ 275 é possível adquirir um par da coleção "Fish", a preferida de Gehry, pois os peixes o encantam desde a infância.Mas se a paixão se abater sobre um colar de ouro branco salpicado de diamantes e pérolas da série "Equus", uma das peças mais caras da coleção, o preço pode chegar a US$ 750 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.