Desenho de peças de xadrez é atribuído a Leonardo da Vinci

Pesquisador analisa tratado sobre xadrez mais famoso do Renascimento, o 'De Ludo Schacorum overo Schifanoia'

Efe,

26 Fevereiro 2008 | 10h34

Um pesquisador contratado pela Fondazione Palazzo Coronini Cronberg, proprietária do tratado sobre xadrez mais famoso do Renascimento, o De Ludo Schacorum overo Schifanoia, atribui a Leonardo da Vinci o desenho das seis peças do jogo que aparecem no manuscrito.   A afirmação é resultado de uma pesquisa feita pelo escultor e arquiteto Franco Rocco, encarregado pela fundação de reproduzir um jogo de peças de xadrez a partir dos desenhos presentes no tratado, informaram nesta terça-feira, 26, meios de comunicação locais.   Rocco afirma que os desenhos que acompanham as jogadas de xadrez do tratado escrito pelo frei Luca Bartolomeo Pacioli são obra de Da Vinci. As ilustrações foram uma grande novidade na época, já que, naquele tempo, era comum a utilização de letras para identificar cada uma das peças do jogo.   O escrito reproduz 140 tabuleiros e mais de 1.400 peças inspiradas no design desenvolvido pelo artista e inventor italiano, embora se diga que a maioria delas tenha sido reproduzida por um copista.   Rocco assegura que muitos indícios sustentam sua afirmação sobre a autoria das peças, como o uso da proporção áurea nos desenhos, aplicada como fórmula para o alcance do equilíbrio e da beleza e que era uma das grandes obsessões de Da Vinci.   O arquiteto também leva em conta que Da Vinci adorava xadrez e era amigo do frei Pacioli, com quem já havia trabalhado.   Apesar de todos os indícios apresentados por Rocco, a Fondazione Palazzo Coronini Cronberg pediu ao maior especialista em Leonardo da Vinci, Carlo Pedretti, que confirme a autoria dos desenhos.

Mais conteúdo sobre:
Leonardo da Vinci

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.