Desenhista Frank Miller vai dirigir 'The Spirit'

Autor de 'Sin City' pega o gosto pelas telonas e será diretor de adaptação de clássico de Will Eisner

Ansa,

07 de agosto de 2023 | 17h40

Primeiro ele esteve ao lado de Robert Rodriguez para dirigir Sin City - A Cidade do Pecado e agora decidiu dar um grande passo e estrear sozinho atrás das câmeras. Será em The Spirit, outro desenho em quadrinhos, de Will Eisner. Há não muito tempo, Frank Miller não gostava de Hollywood e de ver seus desenhos no cinema, mas ele mudou de idéia e agora está apaixonado pelas câmeras de filmagem. Será, portanto, ele mesmo - um dois maiores desenhistas dos Estados Unidos - a levar às telonas as populares seqüências de Will Eisner, que têm como protagonista um policial que luta contra a criminalidade. O homem, interpretado por Gabriel Macht, se fingirá de morto (por isso o nome Spirit - espírito) para poder se mover na sombra e pegar em flagrante seu inimigo, Octopus, malvado a ponto de matar todos aqueles que têm o azar de encontrá-lo, e impulsionado pela vontade de destruir a cidade inteira. Uma velha história de amor da juventude, Sand Saref, personagem interpretado por Eva Mender, entrará em cena para distrair Spirit de seu papel de herói, tão apreciado por Miller. Eva não é nova no mundo dos desenhos, pois já foi protagonista do filme O Motoqueiro Fantasma (2007) com Nicolas Cage. Ele se apaixonará por ela sem, porém, conseguir conquistá-la. A bela Sand, de fato, não conseguirá perdoar ele por ser o sobrinho do assassino de seu pai, morto acidentalmente anos atrás. Será um filme que oscilará entre o medo e o fantástico que o desenhista americano, autor das seqüências mais populares, como Batman, começará a filmar no México em outubro e que será a prova de uma mudança radical das perspectivas. Se ele não gostava muito de Hollywood, agora parece estar fascinado. Incentivo de Rodriguez "Amo o cinema e acho que agora é o grande momento para quem, como eu, escreve histórias em quadrinhos." Com as novas técnicas, essas histórias, aqueles desenhos, podem ser finalmente transformados em filmes de verdade. O mérito da mudança tão grande é de Robert Rodriguez. O jovem diretor, pupilo de Tarantino e que ficou famoso por O Mariachi e pela série Pequenos Espiões, recorreu a um estratagema. Queria levar às telonas Sin City, mas não tinha permissão de Miller. Então, ele pegou dois atores, Josh Harnett e Marley Shelton, e filmou os primeiros dez minutos do filme, sem que o autor soubesse. Quando ele mostrou o resultado, acrescentando que caso não gostasse ele poderia considerar como uma homenagem pessoal e mostrar aos amigos, o artista ficou entusiasmado a aceitar a proposta de fazer um filme verdadeiro. Primeiro não me sentia confortável, mas Robert Rodriguez chegou e me mostrou que Hollywood não é somente cinema. Trabalhando comigo, ele demonstrou que as novas tecnologias tornam possíveis coisas que antes não o eram. Agora é possível criar um casamento verdadeiramente homogêneo entre quadrinhos e cinema de ação. Após aquela primeira aproximação, Miller pegou gosto, deu sua aprovação para Sin City 2, que dirigirá novamente em colaboração com Rodriguez (o filme será lançado em 2009), e permitiu que Zack Snyder dirigisse 300. É como se o desenho tivesse ganhado vida, as cenas de batalha não eram nada fáceis de representar. Agora, Miller pensa que The Spirit já está pronto para começar. "Gosto de dirigir, agora que comecei, acho que não vou parar mais."

Tudo o que sabemos sobre:
The SpiritFrank MillerWill Eisner

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.