Descoberto poema perdido de Lorde Byron

Um poema do grande romântico inglês Lorde Byron, que estava perdido, reapareceu em um livro do século XIX, conservado no University College de Londres. Trata-se do único manuscrito conhecido do poema de Byron (1788-1824), que foi publicado sem título em 1816, quatro anos depois de sua criação, informou a instituição.O poeta assinou o poema com seu nome em caracteres gregos. O texto foi escrito de próprio punho em uma página em branco de uma edição de "The Pleasures of Memory" ("Os Prazeres da Memória"), de Samuel Rogers, mecenas das artes e poeta. O livro foi publicado em 1792, e teve 15 edições até 1806.O volume em que Byron escreveu seu próprio poema tem uma dedicatória de Rogers, seguida de uma explicação de Byron de por que ele estava devolvendo o exemplar ao autor com outros versos, que começam assim: "Absent or present still to thee" ("Ausente ou presente ainda para ti").Esta é a segunda descoberta relacionada com Byron na biblioteca do University College: antes, apareceu um manuscrito da "Ode a Nápoles", de 1820, manuscrito por Claire Clairmont, meia-irmã de Mary Shelley, autora do romance "Frankenstein" e esposa do poeta Percy Bysshe Shelley.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.