Descanso ou desafio? Tem os dois

Entre picos agudos, matas fechadas e cachoeiras, o Parque Nacional do Itatiaia é naturalmente radical, mas é acessível tanto para quem tem experiência em aventura quanto para iniciantes. Seguindo os contornos da Serra da Mantiqueira, entre Rio, São Paulo e Minas, a área é dividida em dois lados fascinantes e completamente diferentes.

, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2010 | 00h00

Na parte baixa do parque passam rios e trilhas e formam-se piscinas naturais. A parte alta tem mais desafios, com opções de rappel e escalada. Trekkings pesados levam aos pontos mais altos (e desejados) da região: Maciço das Prateleiras, a 2.548 metros de altitude, e Pico das Agulhas Negras, a 2.791 metros.

Comece a aventura pela parte baixa. O acesso é feito a partir de Itatiaia, por uma estrada que leva à guarita do parque e ao centro de visitantes. Dali partem as trilhas rumo às cachoeiras. São caminhadas fáceis, rápidas e divertidas pela mata.

O nível de exigência física (e psicológica) triplica na parte alta. Nem por isso os menos preparados devem desistir da aventura. A dica é contratar os guias locais e encarar primeiro as trilhas mais leves. A rota até a Pedra do Altar, a 2.530 metros, tem três quilômetros e dura duas horas. Todos os caminhos saem do Abrigo Rebouças, que fica na parte alta, com acesso por Engenheiro Passos, distrito de Resende.

Nas nuvens. Após o treinamento, o primeiro grande desafio é subir o Maciço das Prateleiras: uma hora e meia de caminhada leve, mais uma hora de subida íngreme. Tudo para depois conquistar as Agulhas Negras, o quinto cume mais alto do País.

A imagem do monte de rochas pontiagudas dá ânimo durante o percurso - são seis horas, ida e volta. O relevo cheio de desníveis e as rampas íngremes, que exigem cordas e mosquetões, são duros obstáculos. O solo tem lama e pedras. A mata é fechada. Mas ficar acima das nuvens vale o esforço.

A entrada para o parque custa R$ 10. A parte baixa abre das 8 às 17 horas, e a alta, das 7 às 14 horas (permanência máxima até as 17 horas). Mais: www.icmbio.gov.br/parna_Itatiaia.

Na parte baixa

Cachoeira Itaporani: As bonitas quedas d"água terminam em uma piscina verde, ótima para quem busca relaxamento total

Cachoeira Véu de Noiva: O Rio Maromba despenca 40 metros, formando a queda d"água mais famosa da região. Para chegar até lá, bastam dez minutos de caminhada a partir da ponte do Maromba. Esta cachoeira e a Itaporani são parte do Complexo Maromba, também composto pela Piscina Natural do Maromba, a quatro quilômetros do centro de visitantes

Mirante do Último Adeus: Deste ponto, é possível clicar a paisagem ampla do

parque, de camarote para o vale do Rio Campo Belo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.