Deputados franceses aprovam filial do Louvre no Golfo

O parlamento francês aprovou nesta terça-feira uma filial do museu do Louvre a ser construída nos Emirados Árabes Unidos, contrariando uma petição assinada por milhares de especialistas franceses de arte. Abu Dhabi assinou um acordo com a França em março para usar o nome do Louvre por 30 anos e seis meses como parte de um acordo para que pinturas do museu de Paris sejam exibidas em um novo museu que será construído numa ilha de resort. Em troca, o país vai pagar cerca de 1 bilhão de euros para a rede do museu francês. "É um projeto realmente bonito, um projeto sobre diálogo de culturas", disse a ministra da Cultura, Christine Albanel, durante um debate na Câmara dos deputados. "É um projeto sobre a glória cultural francesa que traz recursos consideráveis, que não vão levar a um descompromisso por parte do Estado". O projeto provocou polêmica e uma petição com o nome "Os museus não estão à venda" foi assinada por mais de 5 mil especialistas em arte.

REUTERS

09 Outubro 2007 | 15h52

Mais conteúdo sobre:
ARTE MUSEU LOUVRE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.