Divulgação
Divulgação

Depp diz que Disney odiava o seu capitão Sparrow

Personagem integra a saga Piratas do Caribe; entrevista estará disponível na revista Vanity Fair de janeiro

Efe

30 de novembro de 2010 | 20h48

Os responsáveis da Disney odiaram a interpretação que Johnny Depp fez do capitão Jack Sparrow na saga Piratas do Caribe e ficaram preocupados porque o personagem podia arruinar o filme, conta o ator em entrevista divulgada nesta terça-feira pela revista Vanity Fair.

 

"Não aguentavam. Simplesmente não o aguentavam", diz Depp, que detalha à publicação que os responsáveis dos estúdios Disney o chamaram para perguntar sobre o extravagante caráter que deu a Sparrow enquanto preparavam o primeiro filme e para saber se o personagem era homossexual.

 

Na entrevista, o ator, que conseguiu uma nomeação ao Oscar pelo papel, relata os problemas que seu pirata teve que enfrentar.

 

O ator americano estará, em janeiro, na capa da revista, que incluirá uma reportagem realizada com imagens feitas pela reconhecida fotógrafa Annie Leibovitz.

 

Além de falar de Jack Sparrow, Depp também relata a experiência da rodagem de seu filme mais recente, O Turista, com Angelina Jolie, sobre quem garante que é "inacreditavelmente normal" e que tem um "maravilhoso senso do humor, do tipo obscuro e perverso".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.