Depois de Paris Hilton, Nicole Richie cumpre pena de prisão

Socialite, filha do cantor Lionel Richie e colega de Paris Hilton, é condenada por dirigir drogada

STEVE GORMAN, REUTERS

27 de julho de 2007 | 15h46

A socialite Nicole Richie foi condenada na sexta-feira, 27,  a quatro dias de prisão por dirigir sob a influência de drogas. Seguindo o exemplo de sua colega na TV Paris Hilton, ela vai passar alguns dias deste verão americano atrás das grades.Filha do cantor Lionel Richie e colega de Paris Hilton no seriado de TV The Simple Life" Nicole Richie, 25 anos, foi sentenciada após uma audiência rápida na Corte Superior de Glendale, na qual se confessou culpada das acusações.Ela foi detida pela polícia em dezembro depois de ser vista dirigindo na contramão numa rodovia rápida de Los Angeles. Foi sua segunda acusação em quatro anos por dirigir sob a influência de drogas ou álcool, e, pelas leis da Califórnia, ela poderia ter sido condenado à pena máxima de um ano de prisão. 96 horas de prisãoEla recebeu uma sentença de 96 horas de prisão, com crédito de seis horas por tempo já cumprido, e foi ordenada a cumprir a sentença até 28 de setembro. Além disso, terá que pagar multa de 2.048 dólares, ficará em liberdade condicional por três anos e terá que seguir um programa de reabilitação para infratores reincidentes, ordenado pelo tribunal.A polícia disse que quando interrogou a socialite no momento da detenção ela foi reprovada num teste de sobriedade e admitiu ter fumado maconha e tomado o analgésico Vicodin.Ela chegou ao tribunal de mãos dadas com seu namorado, o cantor Joel Madden, da banda Good Charlotte. Revistas de celebridades dizem que ela está grávida de três meses de Madden, mas a notícia não foi confirmada.No mês passado Paris Hilton passou três semanas atrás das grades por violar sua condicional e dirigir embriagada. Sua sentença fez manchetes em todo o mundo e suscitou um debate sobre o tratamento mais ou menos duro dado a celebridades quando comparadas a outros infratores.

Tudo o que sabemos sobre:
CULTURAGENTENICOLE RICHIEPRISAO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.