Depois de 15 anos, 'Naruto' deixará de ser publicado no Japão

Depois de 15 anos, 'Naruto' deixará de ser publicado no Japão

Mangá vendeu mais de 130 milhões de cópias só no país

EFE

07 de outubro de 2014 | 11h38

TÓQUIO - Naruto, uma das séries de mangá japonesas mais conhecidas ao nível internacional, vai sair à venda pela última vez no dia 10 de novembro, após completar 15 anos. As informações são da editora Shueisha.

O mangá começou a ser publicado nas páginas da revista japonesa para rapazes Shonen Jump, em 1999, e narra as aventuras de Naruto Uzumaki, um 'ninja' adolescente que combate os seus rivais em procura do reconhecimento dos seus companheiros e a realização do seu sonho - transformar-se no 'ninja' mais forte e líder da sua aldeia.

Ilustrado por Masashi Kishimoto, a ideia original surgiu de uma história de manga piloto de 1997 para a revista Akamaru Jump, e que posteriormente daria lugar ao mangá na revista semanal da editoria Shueisha.

O best-seller vendeu mais de 130 milhões de cópias só no Japão e mais de 200 milhões de exemplares em todo o mundo.

Naruto conta também com várias adaptações em filme e, entre outros produtos derivados da série, incluem-se romances, livros de ilustrações, jogos de videogame e coleções de cromos.

A série de animação criada a partir da série original em papel é dirigida por Hayato Date, produzida pelo estúdio japonês Pierrot e distribuída pela Aniplex. Ela tem duas temporadas (Naruto e Naruto: Shippuden), e está na televisão japonesa desde 2002.

Tudo o que sabemos sobre:
Narutomangáanime

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.