Depardieu cria firma de investimentos na Bélgica

O ator francês Gerard Depardieu, acusado pelo governo do seu país de tentar burlar o fisco, instalou uma empresa na vizinha Bélgica, onde os impostos são bem mais baixos.

Reuters

13 de março de 2013 | 10h49

Documentos oficiais protocolados em 8 de março mostram que o astro de filmes como "Cyrano de Bergerac" e "Asterix" criou uma firma que se dispõe a investir em outras empresas.

A Holding 2712 (alusão ao aniversário dele, em 27 de dezembro) tem sede na cidade de Estaimpuis, a pouco mais de um quilômetros de Nechin, aldeia fronteiriça onde o ator recentemente comprou uma casa.

Por motivos tributários, cerca de 2.800 franceses tem domicílio estabelecido em Nechin.

Não há imposto sobre fortunas na Bélgica, nem sobre ganhos de capital na venda de ações. Na França, patrimônios superiores a 1,3 milhão de euros (1,7 milhão de dólares) passaram no ano passado a serem taxados.

Depardieu acusa o governo socialista francês de penalizar quem faz sucesso, e sua disputa com as autoridades o levou também a assumir a cidadania russa. Mas o ator nega que tenha se instalado na Bélgica por razões fiscais - embora não cite quais seriam os reais motivos.

(Reportagem de Ben Deighton)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEDEPARDIEUBELGICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.