Denise René morre aos 99 em Paris

A galerista francesa Denise René, que ajudou a lançar em Paris artistas como Mondrian, Max Ernst, Jean Arp e Francis Picabia, morreu anteontem, aos 99 anos, na capital francesa, de causa não revelada pela família. Descobridora de talentos, ela lançou os principais representantes da op art (optical art) nos anos 1960, ao organizar exposições de Cruz-Diez, Jesús Rafael Soto e Vasarely. Entre as mostras históricas realizadas por Denise René estão Peintures Abstrates, em 1946. Ela chegou a dirigir galerias em Nova York e Dusseldorf. Há alguns anos, Denise René firmou acordo de representação com a galeria da brasileira Raquel Arnaud.

O Estado de S.Paulo

11 Julho 2012 | 03h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.